quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Doctor Who: quem "quase" já ganhou o papel principal na série britânica


Com a estreia de Peter Capaldi no papel-título de Doctor Who, começa uma nova fase para a série de 50 anos. O escocês de 55 anos é o primeiro Doctor mais velho da nova fase do programa, que antes dele teve Christopher Eccleston (41 anos ao assumir o papel), David Tennant (34) e Matt Smith (26 anos – o mais jovem de todos).

Mas tão interessante quanto os atores que passaram pelo papel é a lista dos que não aceitaram ou não foram aceitos ao longo dos anos. (eu particularmente acho que o Michael Palin seria um ótimo Doctor, mas fiquei surpreso ao descobrir que um outro integrante do Monty Python fez testes)

Indo direto aos mais conhecidos, em ordem cronológica:




  • Cyril Cusack poderia ter sido o primeiro Doctor, que acabou com William Hartnell. O sul-africano de Farenheit 451 (1966) estava mais interessado em teatro e não aceitou;


  • Famoso por dar vida ao detective Maigret, Rupert Davies foi sondado para assumir o posto de segundo Doctor. Ele não quis se comprometer com uma série de longa duração e Patrick Troughton (que era o preferido mesmo, supostamente tendo sido indicado por Hartnell) venceu a corrida;


  • O sociólogo e ator Ron Moody quase tirou de Jon Pertwee o papel de terceiro Doctor;


  • Aqui a coisa esquenta. O quarto Doctor, Tom Baker, é o preferido de grande parte do público britânico – porque foi o que passou mais tempo no papel (7 temporadas!) e pelo carisma gigantesco de Baker. O comediante Michael Bentine (da turma de Peter Sellers e do The Goon Show) foi convidado, mas disse que só aceitaria se pudesse aprovar os roteiros;


  • Richard Griffiths (Harry Potter, Hugo) foi o único candidato a disputar a sério com Peter Davison, o quinto Doctor; (mas para mim a melhor história do Davison é que a filha dele se casou com o David Tennant, o décimo Doctor. Como numa história da série, ela é filha e esposa de um Doctor!)


  • Diz a lenda que Colin Baker era o único candidato para o posto de sexto Doctor, então tudo ficou na mesma por aqui;


  • Alexei Sayle poderia ter dado um ar mais radical ao sétimo Doctor, já que o estilo de comédia dele é altamente influenciado (e talvez até mais radical) pelo surrealismo do Monty Python. Syvester McCoy ficou com o emprego;


  • Paul McGann ficou com a ingrata posição de oitavo Doctor, tendo participado apenas de um filme do personagem (e neste ano ganhou legitimidade em um webisode no qual regenera e dá origem ao War Doctor de John Hurt). Curiosamente, o irmão dele, Mark McGann, também fez testes para o papel. E também Anthony Head, de Buffy, e Rowan Atkinson (sim, o Mr. Bean);


  • Quando Doctor Who voltou definitivamente, no começo dos anos 00, Christopher Eccleston era o resumo de tudo o que personagem representaria nessa nova era: engraçado, mas agressivo, destemido, mas perturbado. Opções mais seguras foram consideradas antes, como Alan Rickman e – atenção – Stephen Fry! E também: Hugh Grant (que hoje se diz arrependido por não ter aceitado) e até Judi Dench. Os jornais britânicos apostavam em outro nome conhecido: Eric Idle, do Monty Python (quando Idle participou de Os Simpsons, o Homer chamou o personagem dele de Doctor Who);


  • David Tennant é um Doctor irretocável (o melhor de todos, para mim). Então, é até difícil pensar em outra pessoa no lugar dele. Só Tom Baker conseguiu, prematuramente anunciando Eddie Izzard como o escolhido em uma entrevista;


  • Quando chegou a hora de regenerar, dizem que até Benedict Cumberbatch foi convidado para o posto, que acabaria com Matt Smith. E segundo o roteirista-chefe Steven Moffat, um certo Peter Capaldi também foi levado em consideração;


  • Boatos dizem que o papel de 12º Doctor foi oferecido a Idris Elba (Luther, Círculo de Fogo) e Chiwetel Ejiofor (12 Years a Slave), mas ambos recusaram. Rory Kinnear e Ben Daniels também estavam entre os cotados, mas Capaldi saiu na frente. 


  • Doctor Who volta a ser exibido em 2014, com Peter Capaldi no papel central. Como ele mesmo já havia sido considerado para o trabalho, é bom olhar essa lista e manter alguns dos nomes em mente - em Doctor Who nunca se sabe quem pode ressurgir do passado para conquistar o futuro.

    Nenhum comentário: