terça-feira, 11 de setembro de 2012

Depois de apagar clássicos da comédia e da música, BBC luta para recuperá-los



A história é velha, mas continua interessante: a BBC não costumava gravar os programas que transmitia ao vivo e, eventualmente, apagava as fitas de atrações que hoje são consideradas clássicas. Foi assim até mais ou menos os anos 80. Esse é o tema desse documentário acima, Missing Belived Wiped, que também é o nome de uma iniciativa do British Film Institute dedicada a tentar recuperar esses tesouros perdidos. A BBC tem uma versão própria da campanha, a Treasure Hunt.

Muito do material só foi recuperado devido ao empenho de colecionadores e de telespectadores que gravavam as transmissões em casa, ilegalmente. Até as primeiras temporadas do Flying Circus, do Monty Python, um dos programas mais influentes da comédia mundial, quase foram apagadas.

Muita coisa continua perdida. Inúmeros episódios de Doctor Who, por exemplo. E algum material ressurge eventualmente, como a performance de David Bowie no Top of the Pops, em 1973, cantando "Jean Genie":



Nesse caso, o câmera do programa tinha guardado uma cópia - e essa foi a salvação desse pequeno pedaço da história do rock. "See Emily Play", com o Pink Floyd tocando no mesmo programa, em 1967, também ressurgiu recentemente:



Claro que, apesar dessas iniciativas das grandes empresas, são os fãs que têm mais chances de encontrar o material perdido. E organizações como a Missing Episodes se dedicam a isso, o resgate de parte da memória cultural de um país.

Por aqui, a história é um pouco diferente. Muito dos momentos marcantes da TV brasileira foi perdido em incêndios famosos, mas também há casos de fitas apagadas para serem usadas novamente. O show do Nirvana no Rio, em 1993, é um ótiumo exemplo disso - e só sobreviveu porque os fãs gravaram a transmissão ao vivo da Globo. Entre as séries perdidas, praticamente tudo de Família Trapo (só o episódio com Pelé ainda existe).

Nenhum comentário: