segunda-feira, 27 de junho de 2011

Embate de gigantes: show paulistano do Pearl Jam pode coincidir com o SWU (atualizada)



Imagine as seguintes possibilidades:

  • Enquanto Eddie Vedder sobe ao palco de um estádio paulistano para comemorar os 20 anos de Pearl Jam, Chris Cornell empunha seu violão e toca "Betterman" (do grupo de Vedder), em Paulínia, dentro do SWU;

  • Cornell, no Brasil para o SWU, sobe ao palco do Pearl Jam para cantar "Hunger Strike", em uma reunião do Temple of the Dog em São Paulo. Ao mesmo tempo, Bob Dylan e Neil Young cantam clássicos absolutos da música popular no SWU.


  • Sim, novembro pode trazer alguma dessas. Ou nenhuma. Por enquanto é só boato, mas dizem que o primeiro dia do SWU vai bater com a apresentação paulistana do Pearl Jam, em 12 de novembro.

    Amanhã, com o anúncio da escalação do SWU, saberemos melhor quais são os riscos reais desse embate.

    Mais uma de temática grunge: o festival de Paulínia vai trazer Chris Cornell sozinho ou com o Soundgarden? Se for a segunda opção, sem problema. Se for a primeira, tomara que o norte-americano não seja escalado como headliner - porque a turnê dele é intimista, o cara e seu violão, algo que simplesmente não combina com um grande festival.

    Cornell tem shows até 23 de outubro (na Austrália) - mas o Soundgarden tem um show "avulso", longe das outras datas recentes, em 28 de outubro (nos EUA). Detalhe essencial: Pearl Jam e Soundgarden dividem o mesmo baterista, Matt Cameron. Ele já disse que a turma de Vedder tem prioridade. Então...

    Nenhum comentário: