quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Projeto MIXTAPE "12 Músicas e Um Segredo": As Melhores de 2011



Assim como no ano passado, uma turma de bacanas topou fazer um projeto de mixtapes chamado 12 Músicas e Um Segredo.

A ideia: as 12 melhores músicas do ano e mais uma bônus track escondida para que o leitor possa baixar as "fitinhas" e ver como foi 2011 pelo gosto de pessoas diferentes.

Se divirta e feliz natal.

BAEA

***

Ana Bean (Popload)
1. "Satellite"- The Kills
2. "Gold On The Ceiling" - Black Keys
3. "A Lack of Understanding" - The Vaccines
4. "Suck it and See" - Arctic Monkeys
5. "Dream On" - Noel Gallagher 's High Flying Birds
6. "Cat's Eyes" - Cat's Eyes
7. "Lose It" - Austra
8. "Pumped Up Kids"- Foster The People
9. "Circulation" - Thurston Moore
10. "Lord Knows Best" - Dirty Beaches
11. "Aquamarine" - Drugstore
12. "Vídeo Games" - Lana Del Rey


Bruno Dias (Urbanaque)
01. "The Hellcat Spangled Shalala" - Arctic Monkeys
02. "Walk" - Foo Fighters
03. "Com a Ponta dos Dedos" - Wado (feat. Mallu e Marcelo Camelo)
04. "Calça de Ginástica" - Kassin
05. "Shuffle" - Bombay Bicycle club
06. "Verdugo" - Autoramas
07. "The Rose With a Broken Neck" - Danger Mouse & Daniele Luppi
08. "Não Existe Amor em SP" - Criolo
09. "Não Éramos Tão Assim" - Pélico
10. "Made in America" - Kanye West & Jay-Z
11. "212" - Azealia Banks
12. "Xirley" - Gaby Amarantos



Carol Nogueira (Folha de S. Paulo)
1. "Rider to the Sea" - Anna Calvi
2. "Cruel" - St. Vincent
3. "Gangsta" - Tune-Yards
4. "Ritual Union" - Little Dragon
5. "I Wanna Meet Dave Grohl" - Wavves
6. "Lonely Boy" - Black Keys
7. "2024" - Cage the Elephant
8. "Norgaard" - The Vaccines
9. "Itchin' on a Photograph" - Grouplove
10. "Get Away" - Yuck
11. "Weekend" - Smith Westerns
12. "Under My Nose" - Fucked Up


Cirilo Dias (Urbanaque)
1. "Natural Disaster" - City and Colour
2. "Dawned On Me" - Wilco
3. "Com a Ponta dos Dedos" - Wado
4. "Why Even Try" - Theophilus London
5. "A Matter of Time" - Foo Fighters
6. "Major Minus" - Coldplay
7. "Desire" - Anna Calvi
8. "Two Against One" - Danger Mouse Featuring Jack White
9. "Love is Blindness" - Jack White
10. "Don´t Turn The Lights On" - Mayer Hawthorne
11. "Quicksand" - Miles Kane
12. "Sister" - The Black Keys


Diego Maia (R7)
1. "Sleep Talkin'" - Architecture in Helsinki
2. "212" - Azealia Banks
3. "Gravy" - Boss in Drama
4. "Savage Night at the Opera" - Destroyer
5. "Helena Beat" - Foster the People
6. "Midnight City - M83
7. "12 de Maio" - Silva
8. "Down by the Water" - The Decemberists
9. "Buy Nothing Day" - The Go! Team
10. "Amor Fati" - Washed Out
11. "Romance" - Wild Flag
12. "Shook Down" - Yuck


Elson Barbosa (Sinewave)
01. "San Pedro" - MOGWAI
02. "All The Colors Of The Dark" - GRAILS
03. "Love Song" - RIDING ALONE FOR THOUSANDS OF MILES
04. "Future Heart" - YOUNG WIDOWS
05. "Patton" - ENABLERS
06. "Collapse" - A STORM OF LIGHT
07. "Born Alone" WILCO
08. "The Words That Maketh Murder" - PJ HARVEY
09. "The Death Of You And Me" - NOEL GALLAGHER'S HIGH FLYING BIRDS
10. "Petit Pavé" - RUÍDO/MM
11. "She Floats" - LAVALSA
12. "French Poetry Of The XVIII Century" - THIS LONELY CROWD


Flávia Durante (Trip.com)
01. "Truth"- Alexander
02. "First We Kiss" - Anna Calvi
03. "Love On Top" - Beyoncé
04. "You Been Lyin' (featuring The Relatives)" - Black Joe Lewis & The Honeybears
05. "Up n' Down" - Britney Spears
06. "Hear My Call" - Jill Scott
07. "Easy Please Me" - Katy B
08. "Starring Role" - Marina & the Diamonds
09. "Hooked" - Mayer Hawthorne
10. "Movin' Down the Line" - Raphael Saadiq
11. "Cruel" - St. Vincent
12. "Bicentennial Man" - The Black Lips

Jardel Sebba (Playboy)
01.“Song for a Functioning Alcoholic” – Babybird
02.“Who’s in Control” – British Sea Power
03.“Tigers” – Stephen Malkmus & The Jicks
04.“Do the Meaning” – Magazine
05.“Early Bird” – Tricky
06.“Vomit” – Girls
07.“Heart is a Beating Drum” – The Kills
08.“Se Tiver Que Ser na Bala, Vai” – Vanguart
09.“Some Boys” – Death Cab for Cuttie
10.“Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair” – Arctic Monkeys
11.“On a Certain Night” –The Miserable Rich
12.“Greater Than I” – Kate Walsh


José Flávio Júnior (Bravo!)
1. "Gangsta" – tUnE-yArDs
2. "Sorver-te" – Kassin
3. "Stick Figures in Love" – Stephen Malkmus and The Jicks
4. "Domina" – Autoramas
5. "Kaputt" – Destroyer
6. "Réu Primário" – Tonho Crocco
7. "Otis" – Kanye West & Jay Z
8. "Selva" – Rashid
9. "Go To Hell" – Raphael Saadiq
10. "Homem da Perna de Pau" – Mariana Aydar
11. "The Circle Married The Line" – Feist
12. "Fim de Festa" – Felipe Cordeiro


Leonardo Dias (Urbanaque)
1. "Old Songs" - Betty Wright & The Roots
2. "Telephone Song" - Charles Bradley
3. "Everything But Love" - Jeff Bridges
4. "Why Even Try" - Theophilus London
5. "Tão Alto e Fora do Lugar" - Fabio Góes
6. "You'll Improve Me" - Junior Boys
7. "Potássio" - Kassin
8. "I've Got Tonight" - Boss In Drama
9. "Levarei" - Pélico
10. "Man Overboard" - Puscifer
11. "On the Outside Looking In" - Alisson Kraus & The Union Station
12. "Alone On the Rope" - Noel Gallagher's High Flying Birds


Lúcio Ribeiro (Popload)
1. "Video Games" - Lana Del Rey
2. "Yonkers" - Tyler the Creator
3. "Don't Sit Down Cause I've Moved Your Chair" - Arctic Monkeys
4. "Money" - The Drums
5. "The Bay" - Metronomy
6. "Roller Coaster" - The Rapture
7. "Velociraptor" - Kasabian
8. "Walk" - Foo Fighters
9. "In the Grace of Your Love" - The Rapture
10. "Nail in My Coffin" - The Kills
11. "I Need a Doctor" - The Drums
12. "Gold on the Ceiling" - The Black Keys


Marcelo Costa (Scream & Yell)
01. "Velha e Louca" - Mallu Magalhães
02. "The Words That Maketh Murder" - PJ Harvey
03. "Bad Comedian" - Art Brut
04. "Tudo Preza" - Bidê ou Balde
05. "Calamity Song" - The Decemberists
06. "Dawned on Me" - Wilco
07. "A Simple Game of Genius" - Noel Gallagher
08. "Com a Ponta dos Dedos" - Wado
09. "Num é Só Ver" - Emicida
10. "Ela é Indie" - Mundo Livre S/A
11. "Little Black Submarine" - The Black Keys
12. "She's Thunderstorms" - Arctic Monkeys


Mariana Tramontina (UOL)
1. Nada Surf - "When I Was Young"
2. Bombay Bicycle Club - "Shuffle"
3. Los Campesinos! - "By Your Hand"
4. Smith Westerns - "Weekend"
5. Butcher The Bar - "Bobby"
6. Ryan Adams - "Lucky Now"
7. Other Lives - "For 12"
8. The Decemberists - "Don't Carry It All"
9. Yuck - "Shook Down"
10. Cymbals Eat Guitars - "Definite Darkness"
11. Buffalo Tom - "Arise, Watch"
12. Portugal. The Man - "Sleep Forever"


Murilo Basso (BAEA Curitiba)
01. "I Might" – Wilco
02. "These Days" – Foo Fighters
03. "Heart in you Heartbreak" – The Pains of Being Pure at Heart
04. "Romance" – Wild Flag
05. "Don’t Carry It All" – The Decemberists
06. "Holocene" – Bon Iver
07. "Wetsuit" – The Vaccines
08. "In The Dark Places" – PJ Harvey
09. "If I Had a Gun" – Noel Gallagher High Flying Birds
10. "Rewrite" – Paul Simon
11. "Get It Daddy" – Sleeper Agent
12. "Dreaming" – Mayer Hawthorne


Pablo Miyazawa (Rolling Stone)
1. My Morning Jacket - Circuital
2. Cage The Elephant - Aberdeen
3. Stephen Malkmus & The Jicks - Tigers
4. The Vaccines - A Lack Of Understanding
5. Sleeper Agent - Get It Daddy
6. Surfer Blood - I'm Not Ready
7. Girls - Vomit
8. Foster The People - Pumped Up Kicks
9. Yuck - Shook Down
10. Bon Iver - Holocene
11. Arctic Monkeys - She's Thunderstorms
12. Explosions In The Sky - Postcard From 1952



Paulo Terron (Rolling Stone)
1 - "Novacane" - Frank Ocean
2 - "Tudo Doi" - Gal Costa
3 - " Wetsuit - The Vaccines
4 - "Lonely Boy" - The Black Keys
5 - "Bug" - Wavves
6 - "Darling Buds of May" - Viva Brother
7 - "No Sleep" - Wiz Khalifa
8 - "I Love You Too Much" - The Rolling Stones
9 - "Lovesick" - Self Scientific
10 - "Black Lion Massacre" - Of Montreal
11 - "Let Me Be" - Boss in Drama
12 - "End Of Time" - Beyonce


Rodrigo Levino (Veja.com)
1. "12 de Maio" - SILVA
2. "Grajauex" - Criolo
3. "Licença Aqui" - Emicida
4. "Yonkers" - Tyler The Creator
5. "Novacane" - Frank Ocean
6. "Vomit" - Girls
7. "The Wall" - Yuck
8. "Baby Missiles" - The War On Drugs
9. "Downtown" - Destroyer
10. "Love Is Real" - Theophilus London
11. "No Church In The Wild" - Jay-Z & Kanye West


Rodrigo Salem (GQ Brasil)
1. "No Church in the Wild (feat. Frank Ocean)" - Jay-Z & Kanye West
2. "Sister" - The Black Keys
3. "The Breakup" - The Rural Alberta Advantage
4. "Bulldozer" - Cold War Kids
5. "Operation" - Yuck
6. "Right Before Your Eyes" - Cage The Elephant
7. "Born Alone" - Wilco
8. "Calamity Song" - The Decemberists
9. "Call It What You Want" - Foster The People
10. "Colours" - Grouplove
11. "The Hellcat Spangled Shalalala" - Arctic Monkeys
12. "Vomit" - Girls


Thiago Ney (iG)
1. "She" - Tyler The Creator (feat. Frank Ocean)
2. "Peso" - Asap Rocky
3. "Grajauex" - Criolo
4. "212" - Azealia Banks
5. "Lights On" - Katy B
6. "Ultra Thizz" - Rustie
7. "Space is Only Noise if You Can See it" - Nicolas Jaar
8. "The Look" - Metronomy
9. "Striker" - Gui Boratto
10. "Lose It" - Austra
11. "Blackout" - Anna Calvi
12. "Niggas in Paris" - Jay-Z e Kanye West


Tiago Agostini (Terra)
1. "Imergir" - Silva
2. "Com a Ponta dos Dedos" - Wado
3. "Quanto Vale um Pensamento Seu" - Mopho
4. "Recado" - Pélico
5. "Lambada com Farinha" - Felipe Cordeiro
6. "Xirley" - Gaby Amarantos
7. "Calça de Ginástica" - Kassin
8. "Grajauex" - Criolo
9. "Num é Só Ver" - Emicida
10. "Youhuhu" - Mallu Magalhães
11. "Cantiga da Fumaça" - Bonifrate
12. "Se Tiver que ser na Bala, Vai" - Vanguart

Até 2012!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Jerry Lee Lewis ganha superbanda em disco ao vivo



O Jerry Lee Lewis eventualmente passa pelo Brasil com uns shows truqueiros, mas olha a banda que o Jack White montou para ele: Jim Keltner (baterista lendário que tocou com Bob Dylan, Elvis Presley, Traveling Wilburys, Neil Young e mais uma lista sem fim), Jack Lawrence (baixista do Raconteurs, Greenhornes, Dead Weather), Steve Cropper (guitarrista do Booker T & the M.G.'s, Otis Redding, Blues Brothers) e Kenny Lovelace (guitarrista que toca com Lee Lewis desde 1966).

Essa apresentação na Third Man Records foi registrada no álbum Live at Third Man Records. Por enquanto ele só saiu em edição limitada (e já esgotada), mas eventualmente deve sair como disco "de linha", em vinil e CD.

Uma gravação não-oficial de "I Wish I Was 18 Again" está no YouTube (a performance do disco será exatamente a mesma, já que os shows da TMR são gravados analogicamente, direto em fita):





terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Ouça "My Valentine", a nova de Paul McCartney


Paul McCartney liberou uma das duas inéditas que devem estar no novo disco dele, ainda sem nome, dedicado a standards: é "My Valentine", que tem participação de Eric Clapton. Não custa lembrar que o Ringo Starr fez algo parecido em 1970, com Sentimental Journey. Há até uma faixa em comum nos dois discos, "Bye Bye Blackbird".

My Valentine - Paul McCartney by PaulMcCartney

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

E no fim 2011 nem foi tão ruim, foi?



Este ano foi de reclamações. Desde o primeiro semestre, o que mais se ouvia (ou se lia, nas redes sociais) era um repetido "acaba logo, 2011". E 2011 foi mesmo um ano pouco interessante. Não completamente irrelevante culturalmente, mas fraco.

Pessoalmente - porque só posso falar das minhas experiências - este foi um ano estranho. Mas talvez eu reclame demais porque, fazendo uma lista rápida do que me marcou neste ano, cheguei a algo notável:

  • Shows que vi: Paul McCartney, Ringo Starr, The Strokes (três vezes!), Pearl Jam (dois shows incomparáveis no PJ 20, com direito a reunião do Temple of the Dog, mais um par de shows energéticos em São Paulo), Queens of the Stone Age, Kanye West, Prince (com aparição rápida do Kanye), Janelle Monaé (três vezes! São Paulo, Gotemburgo e Rio), Stevie Wonder, System of a Down, Guns N'Roses (este, no Rock in Rio, só valeu por meio), Amy Winehouse (quem diria que seria um dos últimos?), U2 (três vezes!), James Blake (numa igreja!), Yuck, The Raconteurs (no histórico Ryman, em Nashville), Pulp, Wiz Khalifa, Rihanna, Katy Perry, Elton John, Red Hot Chili Peppers, Shakira, Faith No More, Alice in Chains, Criolo, Boss in Drama, Stone Temple Pilots... Certeza que ainda me esqueci umas boas dezenas;

  • Conversei com muita gente legal, incluindo dois papos com o Ringo Starr, duas horas com o Chico Buarque, uma tentativa com o Tyler the Creator, Arctic Monkeys, uma longa entrevista com o Marcelo Camelo, Tulipa Ruiz, Seth Rogen, The Vaccines;

  • Em cinema e TV eu nem sei por onde começar (mas ontem assisti ao sexto episódio de Life's Too Short, a terceira série de Ricky Gervais e Stephen Merchant - ano que tem programa dessa dupla é ano bom!);

  • Mas chega de enrolação, aqui está a mixtape com os melhores do ano do With Lasers!:


    [a lista das músicas está aqui]

    Este post é dedicado a todas as pessoas incríveis que eu conheci neste ano (e também para as que andavam sumidas e eu revi). Vocês sabem quem vocês são.
  • quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

    Ouça a música de Steve Aoki que tem participação de Lovefoxxx



    Parece que essa não é a versão final de "Heartbreaker", mas dá para ter uma ideia de como é a faixa do DJ Steve Aoki que tem participação da Lovefoxxx, do CSS. Está no álbum Wonderland, que sai no ano que vem.

    segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

    Começo do fim do mundo: ouça a versão de Ke$ha para música de Bob Dylan



    Não acredita no fim do mundo? Dê um play nessa versão (acima) que a Ke$ha fez para "Don't Think Twice, It's Alright", do Bob Dylan, para o "tributo" Chimes of Freedom. O álbum sai em janeiro.

    George Takei pede "paz nas estrelas" (mas não para os vampiros)



    A maior contribuição de Star Trek ao mundo foi, sem dúvida, o senso de (mau) humor dos atores da série. Todos passaram décadas brigando entre eles e com o resto do mundo. Recentemente, William Shatner atacou os filmes da série Star Wars. Carrie Fisher retrucou. E George Takei resolveu fazer paz, unindo todo mundo contra os vampiros de Crepúsculo. Gênio.

    quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

    Beatles & Rolling Stones: encontros emocionantes, mas não necessariamente raros



    Beatles & Stones não estão juntos apenas no nome de uma música chatinha do Beady Eye. O encontro recente de Ron Wood e Paul McCartney para tocar "Get Back" em um show do ex-beatle (acima) causou furor, mas ao longo das décadas esse "cruzamento" ocorreu algumas vezes.

    Tudo começou quando, depois de um encontro, Lennon e McCartney ofereceram a faixa "I Wanna Be Your Man" ao grupo de Mick Jagger, que a gravou. Pouco tempo depois, os Beatles colocaram no mercado uma versão própria. "A versão deles era mais... O Mick Jagger estava numa onda de blues", explicou-me Ringo Starr um tempinho atrás. "Foi uma daquelas coisas... Nunca achei que o fato de eles terem lançado seria um impedimento. Existem vários casos de faixas que são gravadas por muita gente, não houve um plano meu do tipo: 'Agora vamos fazer nossa versão!' Só rolou. Adoro 'I Wanna Be Your Man', ela soa muito engraçada hoje."

    Existe também a história de que o nome do disco Rubber Soul veio de "plastic soul" o que, segundo uma gravação de Sir Paul, seria uma expressão criada por músicos negros para descrever Mick Jagger.

    Mais tarde, Lennon e McCartney fariam backing vocals na faixa "We Love You", da fase psicodélica dos Stones. Anos mais tarde, o guitarrista Brian Jones retribuiria o favor tocando saxofone em "You Know My Name" (ele supostamente faz barulhos com copos em "Yellow Submarine"). Também existe a possibilidade de Jagger ter feito vocais de apoio em "Baby, You're a Rich Man", mas, apesar do nome dele constar nas fitas de gravação, esse fato nunca foi confirmado.

    Jagger era presença constante nas sessões de gravação do quarteto de Liverpool: existem registros dele fazendo visitas ao estúdio durante a preparação de Revolver e até do álbum Sgt. Pepper's (ele aparece inclusive no clipe de "A Day in the Life"). O cantor - com Keith Richards - também estava na transmissão ao vivo de "All You Need is Love".

    Décadas depois, quando os Beatles entraram para o Hall da Fama do Rock and Roll, Paul McCartney não apareceu na cerimônia, deixando a função para George Harrison e Ringo Starr (Lennon já havia morrido). Pois lá estava Mick Jagger (com mais uma multidão de astros, é verdade) para cantar alguns versos de faixas como "I Saw Her Standing There".

    Certamente há mais histórias envolvendo as duas bandas, mas estas já dão uma boa ideia de como aquele conceito "Beatles vs. Rolling Stones" é equivocado - embora seja inegável que as bandas investissem num certo nível de competitividade.

    terça-feira, 6 de dezembro de 2011

    segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

    Black Keys: "Lonely Boy" também é boa ao vivo (veja)



    O Black Keys passou pelo Saturday Night Live, no sábado passado, e mostrou "Lonely Boy" (acima) e "Gold on the Ceiling" ao vivo. A primeira se sustentou muito bem - mas perdeu o carisma do clipe, né?

    terça-feira, 22 de novembro de 2011

    Of Montreal e São Paulo em música nova da banda (ouça!) (ATUALIZADA)



    Em "Wintered Debts", música nova do Of Montreal (de graça aqui), o vocalista Kevin Barnes canta: "Escorregando no meu vômito enquanto tento te ligar de um banheiro em São Paulo mas eu estava bêbado demais para formular qualquer tipo de [alguma coisa que eu não entendi, mal ae] linguagem".

    É bom saber que as passagens pelo Brasil ainda são marcantes para alguém (mesmo que seja por causa de banheiros vomitados).

    O Of Montreal passou por aqui no ano passado, dentro do festival Planeta Terra. Essa faixa nova deve entrar em Paralytic Stalks, disco que sai no ano que vem.

    ATUALIZAÇÃO: ficou curioso para saber o que aconteceu com o Kevin Barnes em São Paulo? Parece que foi mais ou menos assim...

    João Brasil lança clipe com Marina Gasolina (e ela explica tudo aqui)



    João Brasil anda ocupado desde que se mudou para Londres. O resultado vem sendo liberado aos poucos, mas agora chegou a vez de "Funk do iPhone", que tem participação da Marina Gasolina. Os dois também têm, junto com a Cibelle, uma noite chamada Tropicaô. Mas ela explica tudo isso:

    Como você e o João Brasil se conheceram?

    Não lembro como eu conheci o João, mas foi em Londres, acho que foi no dia que ele tocou na festa da minha amiga Isa GT, e eu e ela terminamos no palco fazendo MC freestyle a noite toda.

    E a festa Tropicaô? É uma parceria fixa entre vocês, um movimento, uma cena?

    Eu, Cibelle e João queríamos fazer coisas juntos faz muito tempo, a idéia da Tropicaô é velha, mas ninguém nunca se agilizava, todo mundo viajando o tempo inteiro, era um mega desencontro. Até que a gente conseguiu. E foi super legal! Ano que vem vão rolar mais festas com certeza. A gente é tudo amigo, vou na casa da Cibelle e a gente faz uma jam, pinta, dança, toma café, anda de bicicleta. A gente tá sempre junto. A festa é só mais outro motivo pra se juntar!

    Nos últimos anos você notoriamente deixou o funk de lado para explorar outros sons. Como foi voltar a ele?

    Só João Brasil mesmo pra me convencer. Funk, agora, só com amigos, sem pressão.

    sexta-feira, 18 de novembro de 2011

    Toda a verdade sobre Amanhecer, o filme mais recente da saga Crepúsculo



    O crítico Peter Travers, da Rolling Stone norte-americana, fala a real sobre a primeira parte de A Saga Crepúsculo: Amanhecer. E sobre os atores. E o diretor (elogiado). E os diálogos. E o sexo.

    quarta-feira, 16 de novembro de 2011

    "Sou dona do Nirvana", diz Courtney Love em Paulínia



    "Eu não fazia parte do Nirvana", disse uma alterada Courtney Love à reportagem do Multishow nos bastidores do festival SWU, em Paulínia. "Mas, entretanto, sou dona do Nirvana."

    Declaração complicada. Como viúva de Kurt Cobain, Courtney adminstra parte do espólio do músico até que a filha, Frances Bean, possa assumir a bronca. Mais complexo ainda é a líder do Hole achar que Dave Grohl, baterista do extinto grupo, não tem direito ao dinheiro hoje gerado por ele.

    E se alguém souber explicar essas modeletes heroin chic (que coisa mais 1991...) ao lado do Hole, por favor explique.

    quarta-feira, 9 de novembro de 2011

    Veja o Wavves tocar ao vivo uma das melhores músicas do ano



    O Wavves tocou "Bugs", a segunda melhor música do ano (a primeira é "I Wanna Meet Dave Grohl"), no The Daily Habit. Exageros à parte, a música soa muito bem ao vivo.



    O Wavves (que é, na verdade, o vocalista Nathan Williams) nunca veio ao Brasil, mas a banda de apoio dele veio. Foi na festa de lançamento da revista Vice, na época eles - o baterista Billy Hayes e o baixista Stephen Pope) tocavam com o falecido Jay Reatard.

    terça-feira, 8 de novembro de 2011

    Axl Rose fala! "Não sou ditador e não processo todo mundo"



    Axl Rose deu uma rara entrevista ao programa That Metal Show. Vai ao ar no dia 11 de novembro, nos EUA, mas a VH1 soltou um trecho no qual o vocalista do Guns N'Roses fala sobre as ideias errdas que as pessoas têm dele.

    segunda-feira, 7 de novembro de 2011

    Louis C.K.: sem motivo algum



    Louis C.K. fala sobre o Twitter, mídias sociais, suicídio e sobre como ele ficou descontrolado ao encontrar o ex-presidente norte-americano George W. Bush.

    domingo, 6 de novembro de 2011

    Frank Ocean estreia show solo e toca até Guitar Hero



    Depois de colaborar com Jay-Z, Kanye West, Beyoncé e com o coletivo Odd Future, Frank Ocean estreou o show solo dele, cantando acompanhado por bases pré-gravadas em Nova Orleans. Na faixa "American Wedding", que sampleia "Hotel California" na mixtape Nostalgia, ULTRA, ele fez o solo de guitarra no game Guitar Hero. Como as datas dos shows de Ocean são bem apertadas, não parece que ele vem ao SWU com o Odd Future (infelizmente).

    sexta-feira, 4 de novembro de 2011

    Noel Gallagher já tem mais música nova (ouça)



    "Mucky Fingers" "Freaky Teeth", música mais nova de Noel Gallagher, já está no repertório dos shows do ex-Oasis. E é bem diferente das faixas do disco Noel Gallagher's High Flying Birds.

    quinta-feira, 3 de novembro de 2011

    A prova de que Jersey Shore é combinado está na web



    E agora? O vídeo acima supostamente prova que algumas coisas no reality show Jersey Shore são combinadas. Importa? São mesmo? Alguém achava que não eram? #teamSnooki #teamJwoww

    Smile: os Beach Boys explicam o lendário disco



    Acima, o primeiro episódio de uma série sobre o antes "perdido" (mas não mais) disco Smile, do Beach Boys. Muito interessante. Serão 10 capítulos.

    O encontro de Tyler the Creator com Terry Richardson



    Só insanidade, pra variar, nesse encontro do Tyler, the Creator com o fotógrafo Terry Richardson.

    Aproveitando o assunto Odd Future, o clipe novo da Syd tha Kid (assinando como The Internet, porque é do projeto com o Matt Martian). "Cocaine" tem participação do Left Brain, aquele.



    O Odd Future vem ao Brasil logo mais, no SWU.

    terça-feira, 1 de novembro de 2011

    Protegidas de Jack White, Black Belles lançam disco de estreia (ouça)



    Este aqui é o álbum de estreia das Black Belles, moças que se vestem de preto e são protegidas por Jack White. O disco, que leva o nome da banda, é da Third Man Records.

    (Caso o streaming dê problema, clique aqui para ouvir)

    O som do quarteto é um rock básico (às vezes básico demais, como dá para notar nos shows), com essa pegada dark de horror. Lembra as bandas garage dos anos 60.

    The Black Belles
    , o disco, sai oficialmente no dia 8 de novembro (em vinil, CD e download).

    Os Juggalos são uma ameaça, diz o FBI. Mas que são eles?



    Talvez você já tenha ouvido falar dos Juggalos. Basicamente, são fãs da dupla Insane Clown Posse. Alguns anos atrás, a performer Tila Tequila foi se apresentar no encontro anual deles, o Gathering of the Juggalos, e tomou umas garrafadas. Pois agora o FBI decretou: eles têm um comportamento de gangue e são uma ameaça.

    O documentarista Sean Dunne (que havia feito este filme sobre o maior colecionador de discos do mundo) foi lá aos quatro dias de Gathering para tentar descobrir quem são esses neo-rednecks e saiu do evento com o curta American Juggalo. É bastante esclarecedor, vale a pena assistir.

    É mundo que já independe do Insane Clown Posse (aqueles caras se pintam de palhaço e lançaram um compacto com Jack White). Gangue? Eles preferem ser chamados de "família". Mas a máfia italiana também, né? Woof woof!

    segunda-feira, 31 de outubro de 2011

    Escute a parceria de Marisa Monte e Rodrigo Amarante



    Enquanto o disco solo do Rodrigo Amarante, do Los Hermanos, não aparece de vez (dizem que ele está/estava gravando no El Rocha, em São Paulo), aqui está a parceria dele com a Marisa Monte. Está no disco dela, O Que Você Quer Saber de Verdade.

    terça-feira, 25 de outubro de 2011

    Ouça "Cleaning My Gun", uma música inédita de Chris Cornell



    Chris Cornell nunca foi exatamente um cara positivo. E a música que ele liberou agora, "Cleaning My Gun", mostra bem isso: é sobre um cara que perde um amor e pensa em se matar. Pesado.



    A faixa estará no ao vivo (e acústico) Songbook, que Cornell lança em novembro, logo antes de passar pelo Brasil, dentro do festival SWU.

    segunda-feira, 24 de outubro de 2011

    Veja os grandes momentos do Bridge School Benefit 2011 (com Neil Young, Foo Fighters, Arcade Fire, Beck e Eddie Vedder)

    O Bridge School Benefit, um evento beneficente acústico organizado anualmente pelo Neil Young, é sempre incrível. Neste ano ele juntou Foo Fighters, Beck, Arcade Fire, Eddie Vedder e outros em uma bela festa. Como os shows de um dos dias foram transmitidos ao vivo pela internet, muita coisa está disponível:

  • Arcade Fire & Neil Young, "Helpless"


  • Os dois sets completos do Neil Young



  • A apresentação inmteira do Eddie Vedder, que teve participações de Beck e Régine Chassagne (Arcade Fire)


  • Beck fazendo "Pocahontas" com Neil Young


  • "Everlong" desplugada com o Foo Fighters
  • sexta-feira, 21 de outubro de 2011

    Ouça uma "nova" música dos Rolling Stones, "No Spare Parts"



    Os Rolling Stones descobriram a mina de ouro: pegam sobras de músicas antigadas e inacabadas, dão um retoque e lançam em edições especiais de álbuns clássicos. Fizeram isso com o Exile on Main St. e agora é a vez do Some Girls.

    A faixa acima é um exemplo disso. "No Spare Parts" tem, como observou a Rolling Stone, um vocal claramente gravado recentemente por Mick Jagger.

    Some Girls, em edição de luxo, chega às lojas no fim de novembro.

    quinta-feira, 20 de outubro de 2011

    quarta-feira, 19 de outubro de 2011

    Em 1995, o Pearl Jam estava querendo sacanear



    Recebi hoje esse vinil de 10 polegadas aqui acima. É o já tradicional single de Natal do Pearl Jam (este é o de 2010, só veio agora - eles também têm essa tradição de atrasar loucamente). Nele estão duas faixas, "No Jeremy" e "Falling Down", gravadas no Red Rocks Amphitheatre (onde o U2 gravou o Under a Blood Red Sky), no Colorado, em 1995.

    O vídeo abaixo é da mesma performance. Assistindo, você vai notas duas coisas: o arranjo diferente para "Jeremy" (mais lento, quase arrastado) e a ausência do refrão. Sim, a banda estava mudando uma de suas mais famosas músicas e cortando o refrão.

    O público até tenta cantar junto, mas toma um baile do "estilo Bob Dylan de decepcionar" adotado por Eddie Vedder nessa canção.

    Claro, virou um momento marcante da carreira da banda. Mas imagina um fã casual que tenha passado por lá só pra ouvir os hits... Esse nunca mais foi a um show do grupo.

    terça-feira, 18 de outubro de 2011

    Pearl Jam: a banda zumbi



    Depois de 20 anos, é natural que uma banda comece a se sentir meio... Zumbi. Pelo menos o Pearl Jam teve o bom-humor de expressar isso com uma camiseta de Halloween, em edição limitada, a 2011 Limited Edition Zombie 666. Dá para comprar aqui (mas só até o dia 31 deste mês).

    Stone Roses: a volta mais inesperada do rock aconteceu



    Ninguém esperava que o Stone Roses voltasse agora, mas a história da reunião começou a circular pela internet nos últimos dias. E aqui está: a banda reunida, já trabalhando em novas músicas para uma turnê que começará em Manchester, no fim de junho do ano que vem. A NME, espertona, já estava por dentro e já mandou a capa da nova edição:

    Estilos musicais distintos se cruzam em Re: Generation



    O feito mais noticiado do documentário Re:Generation foi o de juntar o Doors e o Skrillex para uma faixa nova - mas o conceito do filme é bem mais interessante. Ele pega cinco DJs/produtores e os coloca para trabalhar com músicos de gêneros distintos: música erudita, country, R&B, jazz de Nova Orleans.

    No elenco ainda estão Martha Reeves (com o Crystal Method), Leann Rimes e Ralph Stanley (com Pretty Lights), a tradicional Berklee School of Music Orchestra (com o DJ Premier, mais o rapper Nas) e Erykah Badu, Dap Kings e Trombone Shorty (com Mark Ronson).

    O trailer acima dá uma ideia de como nem sempre esses encontros foram fáceis para os músicos envolvidos - em especial na gravação country feita em Nashville.

    Voltando ao Doors, o filme também marca o retorno do baterista John Densmore, que havia abandonado o guitarrista Robby Krieger e o tecladista Ray Manzarek (além de ter forçado a dupla a abandonar a marca The Doors e usar o nome The Doors of the 21st Century.

  • Mais sobre isso tudo: aqui
  • segunda-feira, 17 de outubro de 2011

    Bono & The Edge fazem show acústico para Bill Clinton (veja!)



    Hollywood Bowl, show para a Clinton Foundation, do ex-presidente norte-americano Bill: Bono e The Edge fazem um set básico, voz e violão (e uma gaita eventual), com "Desire", "Sunday Bloody Sunday" e - olha só! - "Staring at the Sun". Bono também cantou "Bulletproof Pride" com o K'naan, mas ela não está no vídeo acima.

    quinta-feira, 13 de outubro de 2011

    É tempo de "Love is Blindness"

    Como o Achtung Baby, clássico absoluto do U2, completa 20 anos no mês que vem, está chovendo material sobre essa época da banda - 1991. Dois momentos insuperáveis são com a mesma música, "Love is Blindness".

    No disco-tributo da revista Q, a faixa ganhou uma versão sobria e intensa de Jack White.



    A outra vem de um trecho de From the Sky Down, o documentário de Davis Guggenheim sobre o Achtung. É o Edge interpretando a canção sozinho, com um violão.

    segunda-feira, 10 de outubro de 2011

    Ouça a íntegra de "Rosa", a versão da Banda Uó para "Last Nite"



    Essa aí acima é "Rosa", a versão da Banda Uó para "Last Nite", do Strokes. É parte do tributo Is This Indie, que também tem Sabonetes, Volver, Volantes e vários outros brasileiros reinterpretando o primeiro álbum da banda de Julian Casablancas. É um projeto do Rock'N'Beats. Mais informações - e o clipe de "Rosa" - aqui.

    Chico Buarque na Rolling Stone Brasil: em vídeo, foto e texto!



    Saiu a imagem de capa da Rolling Stone Brasil de outubro (nas bancas depois do feriado desta semana), com o Chico Buarque na capa.

    Eu fiz a entrevista e dá para ler um pedaço bem pequeno dela no site da revista (a versão final é bem grande, 10 páginas!).

    Abaixo, um vídeo de making of das fotos, feitas no apartamento do Chico, no Rio.

    sexta-feira, 7 de outubro de 2011

    Edgar Allan Poe caçador de serial killer? Putz...



    Eu estava empolgado com esse The Raven, que tem o John Cusack como Edgar Allan Poe, mas descobri que é uma coisa meio "escritor kicking ass". Aí acho difícil de engolir. Estreia em março de 2012.

    quinta-feira, 6 de outubro de 2011

    Não Há Nada Lá (mas há)



    O Joca Reiners Terron - que, aliás, é meu irmão desde quando nasci - relançou o primeiro romance dele, Não Há Nada Lá, recentemente. Originalmente ele tinha saído pela extinta Ciência do Acidente, mas agora foi às lojas pela Cia das Letras.

    Imagine só o que é ser um cara de 20 e poucos anos, eu, ainda na faculdade, interessado por cultura pop, e ver que o seu irmão mais velho tem uma editora e ainda escreve livros. Olhando para trás, acho que dá para explicar o que eu achava assim: "Uau".

    E não era só a situação que me impressionava. Lembro-me de ter lido o Não Há Nada Lá de uma vez só, do começo ao fim, em uma sentada. E, quando acabei, comecei de novo. Talvez seja um dos livros que mais tiveram impacto na minha formação, junto com o Guerra Dentro da Gente (do Leminski), o The Medium is the Massage (do McLuhan) e os quadrinhos do Calvin & Haroldo - não coincidentemente, todos presentes do meu irmão.

    Depois disso, muitas portas se abriram. Toda vez que leio o nome Não Há Nada Lá... É inevitável, sempre penso "claro que há". Mesmo dez anos depois.

    Quando receber a minha cópia da nova edição (pois é, não recebi ainda), tenho certeza de que vou ler novamente e ser transportado àquela época. Só não digo que vou ter a sensação de "uau" novamente porque ela nunca passou.

  • O próprio Joca escreveu sobre a reedição no blog dele, dentro do site da Cia das Letras. Leia aqui. Também dá para ler um trecho do Não Há Nada Lá em PDF, aqui.
  • quarta-feira, 5 de outubro de 2011

    Veja o clipe que o Vaccines fez com a ajuda dos fãs



    Lembra que o Vaccines pediu para os fãs mandarem fotos via Instagram para eles montarem o clipe de "Wetsuit"? O resultado é este aqui acima. Achei qualquer nota.

    Ouça a nova música de Bob Dylan, que tem letra inédita de Hank Williams



    Aqui está "The Love That Faded", canção inédita de Hank Williams cuja letra foi descoberta recentemente e musicada por Bob Dylan. O Dylan juntou um monte de gente legal para fazer o mesmo em The Lost Notebooks of Hank Williams, disco que saiu hoje.



    Se você é mais indie, talvez goste da participação de Jack White, com "You Know That I Know". Eu acho a letra dessa melhor que a do Dylan. Dá para ouvir aqui.

    Choque! Medo! Antes do Amanhecer e Antes do Pôr-do-Sol terão continuação



    Uma notinha na edição mais recente da revista britânica Total Film traz a notícia: os clássicos indie Antes do Pôr-do-Sol e Antes do Amanhecer, do diretor Richard Linklater, devem ganhar uma continuação.

    Uma das estrelas dos longas, Julie Delpy, confirmou que ela e Ethan Hawke devem estar no projeto, que só dependeria agora da agenda de Linklater. Bom para ela, que só anda fazendo filmes que parecem cópias baratas da série Antes....

    Soundgarden não vem ao SWU, mas estará no repertório de Cornell



    Já sabemos que Chris Cornell não trará o Soundgarden ao SWU, em novembro. Ele vai trazer só um banquinho e um violão. Mas vai dar, sim, para ouvir umas músicas do lendário grupo de Seattle. Como "Outshined" (acima), que ele começou a tocar recentemente, nos shows da Nova Zelândia.

    Também frequentam o set acústico: "Hunger Strike", "All Night Thing", "Say Hello 2 Heaven" e "Call Me a Dog" (Temple of the Dog que, segundo consta, não se reunirá no Brasil); várias do Audioslave; algumas da carreira solo do cantor; "Black Hole Sun", "Burden in My Hand", "Fell on Black Days", "Blow Up the Outside World", "Like Suicide", todas do Soundgarden; e covers bizarras de Michael Jackson, Bruce Springsteen, Bob Marley e John Lennon ("Imagine", Chris? Sério?).

    Vai ser interessante ver como um show intimista dessas vai ser recebido por uma plateia de algumas dezenas de milhares de pessoas em Paulínia.

    Fim da pausa, volta ao trabalho

    Depois de férias e correria do Rock in Rio, estou de volta. Passei pelo Rio, Chicago, Nashville, Memphis, Rio de novo... Até dei umas passadinhas por aqui para falar do Jack White, Pearl Jam, Raconteurs e Boss in Drama, mas foi tudo rapidinho.

    Agora estou na reta final de fechamento da edição especial de 5 anos da Rolling Stone Brasil, mas o ritmo deve começar a se normalizar por aqui. Não custa reforçar também: apesar deste With Lasers estar em marcha lenta, o tumblr continua bombando (com coisas bem mais curtas, é verdade).

    Por enquanto, fique com o melhor momento do Rock in Rio. Vale a pena conferir mais de uma vez!

    quarta-feira, 21 de setembro de 2011

    Veja vídeos do show de lançamento do disco do Boss in Drama



    O Boss in Drama lançou ontem, no Sesc Pompéia (dentro do projeto Prata da Casa), em São Paulo, o disco Pure Gold (pode anotar aí pra lista de melhores do ano). Acima você vê o vídeo de "Disco Karma", a minha preferida do álbum. Abaixo, "Let Me Be", com uma participação rápida da Laura Taylor, do Bonde do Rolê.

    sexta-feira, 16 de setembro de 2011

    Raconteurs grava show do Ryman, em Nashville, para lançamento futuro



    Quem foi ao histórico Ryman Auditorium (o berço do bluegrass, a ex-sede do Grand Ole Opry, o lugar onde o Johnny conheceu a June) ver o Raconteurs, em Nashville, nesta quinta, deu de cara com um aviso de que o show estaria sendo gravado em vídeo. Ainda não se sabe o destino dessas imagens, mas parece que a apresentação do dia anterior, na Third Man Records, também foi registrada. Pode ser que vire um DVD normal ou uma edição do Vault, o clube de assinatura de raridades do selo de Jack White.

    White, Brendan Benson, Jack Lawrence e Patrick Keeler voltaram a tocar em Nashville, onde moram faz algum tempo, pela primeira vez desde 2008. Os shows também marcaram a retomada das atividades do Raconteurs (apesar de ainda não haver planos para a gravação do terceiro disco).

    Como em tudo o que envolve White, a fila do Ryman começou a se formar mais de duas horas antes da abertura da casa. E, já dentro do local, mais uma muvuca gigantesca para tentar comprar um dos 265 pôsteres do evento (eu consegui - e na saída um cara já ofereceu me pagar o dobro, US$ 60, por ele).

    O repertório não teve novidades - foram as mesmas músicas da turnê de 2008, sem as covers. Mas o entrosamento dos músicos... Quanta diferença! Antes o Raconteurs - apesar de competente - se atrapalhava em algumas faixas (e mesmo as longas jams soavam bagunçadas). Agora está tudo redondo. Não ensaiadinho, mas bem mais natural. "Broken Boy Soldier" sozinha já valeria o preço do ingresso. Uma curiosidade: dezenas de cambistas do lado de fora tentavam comprar entradas, mas não havia ninguém vendendo.

    O quarteto (reforçado pelo tecladista Dean Fertita, que também toca no Queens of the Stone Age) ainda recebeu a ajuda de um trio de metais em "Many Shades of Black" e "The Switch and the Spur" (os Blowhorns, segundo White).

    Agora é só esperar pelo vídeo oficial para rever tudo.

    sexta-feira, 9 de setembro de 2011

    Escute "Olé", uma música nova do Pearl Jam



    Essa música nova, "Olé", que o Pearl Jam postou sem muito aviso no site oficial, é tão boa que tem cara de lado b. Sério, sem ironia - não parece o tipo de música que a banda vem fazendo nos últimos tempos. Bem boa.

    quinta-feira, 8 de setembro de 2011

    Aí eu estava na Third Man Records e...



    Primeira parada em Nashville foi a Third Man Records, loja-estúdio-escritório da gravadora de Jack White, que mora aqui na cidade. O espaço da loja é pequeno (estiloso, mas só uma salinha), e o prédio fica basicamente no meio do nada, entre galpões e fábricas.

    Enquanto eu pulava entre os discos do Raconteurs e da Wanda Jackson, uma porta se abriu ao meu lado. Passou um vulto alto, de preto, com o cabelo baguçado na altura do queixo. Ele disse um "até logo" para a vendedora. Antes que a minha mente processasse a frase "é o Jack White", ele já estava do lado de fora, entrando no carro.

    "Então... Ele vem mesmo aqui?", perguntei, ainda em choque, para a balconista. "Claro que vem", ela respondeu, sorrindo mas com cara de quem responde a mesma coisa dezenas de vezes por dia. "É o trabalho dele. E ele é um chefe muito legal."

    Então é isso, agora sabemos duas coisas - o Jack White frequenta mesmo a Third Man Records e é um chefe muito legal. Será que tem vaga lá?

    Veja o novo clipe da Banda Uó, "O Gosto Amargo do Perfume"



    E aí, que tal esse vídeo de "O Gosto Amargo do Perfume", da Banda Uó? O anterior, "Shake de Amor", está concorrendo ao VMB de melhor webclipe.

    terça-feira, 6 de setembro de 2011

    Sem alarde, primeiros vinis remasterizados dos Beatles começam a aparecer



    Não houve um grande anúncio, mas a rede de lojas norte-americana Target começou a receber com exclusividade, na semana passada, compactos em vinil dos Beatles - agora na versão remasterizada, antes só disponível em CD e download.

    Inicialmente são quatro disquinhos de 7 polegadas, vendidos a US$ 19,90 e acompanhados de uma camiseta (só existem dois tamanhos, S-M e L-XL): "Let it Be" (com "You Know my Name [Look up the Number]"), "Help" (com "I'm Down"), "Hello Goodbye" (com "I Am the Walrus") e "Can't Buy Me Love" (com "You Can't Do That").

    Agora resta saber quando - e se - os outros chegam ao mercado, além dos álbuns.

    segunda-feira, 5 de setembro de 2011

    Pearl Jam relembra 20 anos de carreira com convidados e mais de 5 horas de shows nos EUA



    É difícil espremer 20 anos em 5h30, mas o Pearl Jam soube exatamente o que fazer nos dois dias de PJ 20, o festival comemorativo de duas décadas que o grupo realizou em Alpine Valley, Wisconsin, nos EUA, no fim de semana passado.

    Durante o dia, a brincadeira era acompanhar os outros shows do evento para ver se algum integrante do PJ dava as caras. E deram - Eddie Vedder cantou com Glen Hansard, Strokes, Queens of the Stone Age e John Doe. E esses artistas retribuíram a gentileza participando da apresentação do Pearl Jam. Então rolaram momentos como Vedder e Hansard fazendo um dueto em "Falling Slowly", da trilha de Once; Strokes e Vedder apavorando com "Juicebox" (quando Julian Casablancas canta a frase "you’re so cold”, parece que ele é um reclamão; quando Vedder canta, dá pra sentir o frio); John Doe zoando a bermuda de Vedder antes de cantar “Golden State” com ele; o Queens ganhando (mais) uma voz de ouro em “Little Sister”; e assim a coisa seguiu.

    E isso tudo foi antes do Pearl Jam subir ao palco. Na primeira noite, qualquer fã eventual que tivesse caído ali por acidente certamente não teria entendido nada: 28 faixas que foram do obscuro ao bizarro. O andamento estranho de “Push Me Pull Me”, o resgate de “In My Tree” e nada de hits. Ok, “Betterman” foi cantada pelas dezenas de milhares de pessoas – mas o que não foi? Até covers como “Setting Forth” (da carreira solo de Vedder), “Love, Reign O’er Me” (Who) pareciam ser superhits para a platéia do PJ 20.

    Mas havia mais uma surpresa, um dos segredos mais mal guardados do ano: Chris Cornell estava no local para um reunião do lendário supergrupo Temple of the Dog. Anunciado, o vocalista do Soundgarden deu uma rasteira em todo mundo ao cantar uma música do Mother Love Bone, “Stardog Champion”, dando ainda mais sentido ao que estava por vir (o Temple of the Dog foi criado para homengear Andrew Wood, vocalista do MLB, que morreu de overdose). Com o jogo ganho de virada, o grupo ainda mandou “Reach Down”, “Say Hello 2 Heaven” e “Hunger Strike” (que começou com Cornell e Vedder cantando de frente um para o outro, olhos nos olhos). Sim: não só o Temple se reuniu, mas tocou 4 músicas. Isso na primeira noite. No dia seguinte vieram reprises de “Hunger Strike” e “Reach Down” (“Eu errei a letra ontem”, explicou o cantor convidado) mais “Call Me a Dog” (“Faz uns 20 anos que não tocamos esta, não?”, questionou Cornell) e “All Night Thing”. Somadas, as duas apresentações só não superam – em quantidade de faixas executadas – o único show oficial do Temple of the Dog, em 1990.



    Na segunda noite a banda já não sentia o peso da ansiedade. Vieram mais surpresas (“Pilate”, “No Way”) e mais participações (Hansard em “Smile”, Liam Finn em “Habit”, John Doe em “New World”, Dhani Harrison em “Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town”, Casablancas [que havia estragado “Not For You” na noite anterior, com versos sobre fazer uma jam com a banda preferida dele] em “Red Mosquito”), uma música nova que Vedder disse ter escrito naquele dia (acústica, falando sobre a passagem do tempo e a alegria de ter chegado àquele momento)... E hits. “Alive”, “Black”, “Even Flow”, “Jeremy”, para fechar com a dobradinha “Keep on Rockin’ in the Free World” (Neil Young) e “Yellow Ledbetter”.

    Com shows de 2h30 (no primeiro dia) e 3h (no segundo), o Pearl Jam relembrou o passado e recarregou a bateria para o futuro. Que venham os proximos 20 anos. (e os shows do Brasil, em novembro!)

    ***

    Outros momentos marcantes: Josh Homme cantando "In the Moonlight" da forma como Matt Cameron havia feito na demo da faixa; Julian Casablancas tentando fazer piada - "Ele é muito melhor que o Andrew Wood...", enquanto Vedder saía do palco; Dhani Harrison puxando "State of Love and Trust" como se fosse o maior clássico da história do rock; o Pearl Jam errando "Given to Fly", mas não parando para começar de novo; o longo debate sobre tocar ou não "No Way" (o autor, Stone Gossard, não queria e foi voto vencido); "Smile" com Hansard, que já cantava um trecho da faixa nos shows dele; Liam Finn cantando a parte gritada de "Habit" para poupar a voz de Vedder.

    Para bons vídeos do PJ 20, clique neste canal do YouTube.

    ***

    O repertório de cada dia:

  • 3 de setembro

    Release
    Arms Aloft (Joe Strummer & The Mescaleros)
    Do The Evolution
    Got Some
    In My Tree
    Faithfull
    Who You Are (com Liam Finn, John Doe e Dan Peters)
    Push Me, Pull Me
    Setting Forth (da carreira solo de Eddie Vedder)
    Not For You (com Julian Casablancas)
    In the Moonlight (com Josh Homme)
    Deep
    Help Help
    Breath
    Education (com Liam Finn)
    Once
    State Of Love And Trust (com Dhani Harrison)
    Better Man
    Wasted Reprise / Life Wasted

    -BIS
    Rearviewmirror

    -Temple of the Dog
    Stardog Champion (cover do Mother Love Bone)
    Say Hello 2 Heaven
    Reach Down
    Hunger Strike

    Love, Reign O'er Me (cover do The Who)
    Porch

    -BIS 2
    Kick Out the Jams (cover do MC5, com Mark Arm e Steve Turner)

  • 4 de setembro

    Wash
    The Fixer
    Severed Hand
    All Night
    Given To Fly
    Pilate
    Love Boat Captain
    Habit (com Liam Finn)
    Even Flow
    Daughter/It's OK
    Leatherman
    Red Mosquito (com Julian Casablancas)
    Satan's Bed
    Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town (com Dhani Harrison)
    Unthought Known
    New World (cover do X, com John Doe)
    Black
    Jeremy

    -BIS
    Faixa nova (Eddie Vedder sozinho)
    Just Breathe
    Nothingman
    No Way
    Public Image (cover do Public Image Ltd.)
    Smile (with Glen Hansard)
    Spin The Black Circle

    -BIS 2
    - Temple of the Dog
    Hunger Strike
    Call Me A Dog
    All Night Thing
    Reach Down

    Sonic Reducer (cover do Dead Boys, com Mark Arm e Steve Turner)

    -BIS 3
    Alive
    Rockin' in the Free World (cover de Neil Young, com todos os convidados do PJ 20)
    Yellow Ledbetter / Star-Spangled Banner
  • quarta-feira, 31 de agosto de 2011

    É ritmo, é ritmo de férias!

    Seguinte: viajo amanhã, em férias. Então este blog deve diminuir mais ainda o seu já lento ritmo. Mas devo voltar para contar algumas coisas sobre os shows do Pearl Jam, Strokes e Queens of the Stone Age no PJ 20, a celebração de 20 anos da banda do Eddie Vedder. E também para relatar algo sobre a apresentação do Raconteurs no Ryman, casa de shows lendária de Nashville. Vamos nos vendo, mas mais lentamente.







    Por essa NINGUÉM esperava: Jack White grava com o Insane Clown Posse (atualizada com a música!)



    MAIOR. ACONTECIMENTO. DA HISTÓRIA. DA MÚSICA. Jack White a e gravadora Insane Clown Posse se juntaram ao Insane Clown Posse para a faixa "Leck Mich Im Arsch", baseada em uma composição obscura de Wolfgang Amadeus Mozart. Não, você não está sonhando.

    A explicação oficial:

    "What do The Insane Clown Posse, Third Man Records, and Mozart have in common?

    Back in '82, ahem, 1782, Wolfgang Amadeus Mozart wrote a piece that's been left out of the spotlight ever since. The title of the piece is "Leck Mich Im Arsch" or literally translated to English as "Lick me in the arse." Understandably this piece has figuratively been swept under the rug. So who better to give this piece it's due respect than the wildly successful, much misunderstood, and divisive Southwest Detroit rappers Insane Clown Posse?

    With fellow Southwest Detroit-born Jack White at the production helm and musical backing by Nashville's very own Jeff the Brotherhood, this 2011 version of "Leck Mich Im Arsch" marries Mozart's melody (and lyrics sung in operatic German) with ICP's poignant lyrical addition in English and Jeff the B's monster-riffs, letting the whole thing tie together in the most beautiful of ways."


    O single de 7" e a versão digital de "Leck Mich Im Arsch" estarão à venda no dia 13 de setembro. Serão feitas 100 cópias em vinil de três cores, mas elas serão vendidas na loja-ônibus da Third Man no festival MI Fest (em Brooklyn, Michigan), em 17 de setembro.

    Insane Clown Posse - Leck Mich Im Arsch by Third Man Records

    Metronomy toca hoje em São Paulo (e libera remix de Lady Gaga)



    O Metronomy se apresenta hoje em São Paulo, dentro do Popload Gig, com entradas esgotadas. Mas você pode buscar consolo nesse remix de "Yoü and I", da Lady Gaga, que o grupo liberou.


    terça-feira, 30 de agosto de 2011

    Ouça mais uma mixtape do With Lasers: SAINT



    Este é o melhor tipo de mixtape que existe: o que você faz simplesmente para poder ouvir tranquilo. Nesta SAINT estão as músicas que eu tenho ouvido bastante nos últimos dias (e, em alguns casos, semanas ou meses).

    A lista de músicas não se prende a estilo algum: vai do grunge do Hole ao dancehall fajuto da Robyn, passando pelo glam britpop do Suede. É assim:

  • "Lions in a Cage", Wolf Gang;

  • "Olympia", Hole;

  • "I Wanna Meet Dave Grohl", Wavves;

  • "Call Your Boyfriend", Noah and the Whale;

  • "I Feel Better", Gotye;

  • "Last Name London", Theophilus London;

  • "Down With The Trumpets", Rizzle Kicks;

  • "Dancehall Queen", Robyn;

  • "Soul Sister", Groovers;

    (vinheta: "English School", e-White)

  • "Filmstar", Suede;

  • "Limit to Your Love", James Blake;

  • "Little Red Corvette", Prince;

  • "Barely in Love", Q-Tip;

    (vinheta: "Beijing Beer", e-White)

  • "Bring Da Ruckus", Wu-Tang Clan.

    É isso. Não tem muito segredo (só um pouco). E sim: é a Marilyn Monroe na foto da mixtape. Dá para baixar o mp3 aqui.
  • segunda-feira, 29 de agosto de 2011

    O Wavves quer conhecer o Dave Grohl e faz música para reforçar isso



    "I Wanna Meet Dave Grohl" é uma das faixas de Life Sux, EP que o Wavves lança em 20 de setembro. Parece que o Nathan Williams não só quer conhecer o ex-Nirvana, mas também quer ser ele.

    Ontem, no VMAs, o baixista da banda, Stephen Pope foi detido com maconha. Não se sabe se ele chegou a conhecer o Grohl.

    Lady Gaga, Joe Calderone e a vergonha alheia no VMAs



    O Los Angeles Times fez uma análise sobre a vergonha alheia daquela apresentação da Lady Gaga como "Joe Calderone" no Video Music Awards, da MTV, ontem. Meus momentos favoritos:

  • "(...) but her cross-dressing bit as "Joe Calderone" was as tired and worn-out as the gratuitous guitar solos that clutter "You and I";

  • "The only line Gaga crossed with her VMA opening was the one that separated excess from eye-rolling";

  • "It got worse, though, as Gaga launched into "You and I", a bloated rock ballad that began with her at the piano and ended with her tripping around the stage as Queen's Brian May poured on out-of-date, second-rate solos".

    Tenso.

    Por outro lado, o que será que a Gaga esperava? Reconhecimento pelo talento de interpretação? Ficou devendo.
  • sábado, 27 de agosto de 2011

    Vaccines estreia parceria com Albert Hammond Jr (ouça)



    No Reading, o Vaccines estreou "Tiger Blood", música que gravou recentemente com Albert Hammond Jr., do Strokes. Ficou bem claro o motivo deles não quererem lançar a faixa oficialmente: é fraca.

    quinta-feira, 25 de agosto de 2011

    Veja "I Don't Want Money Tonight", o primeiro clipe do Boss in Drama



    Este é "I Don't Want Money Tonight", primeiro clipe saído de Pure Gold, disco de estreia do Boss in Drama.

    O disco deve sair no mês que vem - e tem uma das músicas do ano, "Disco Karma".

    quarta-feira, 24 de agosto de 2011

    Vaccines faz versão para "Last Friday Night (T.G.I.F.)" (ouça!)



    Depois do clima sinistro da música abaixo, com Bon Iver e James Blake, uma coisa mais animada para ajudar a recuperar o entusiasmo para este meio de semana: o Vaccines tocando "Last Friday Night (T.G.I.F.)", da Katy Perry.

    [via @amandaluz]

    Ouça a parceria de James Blake com o Bon Iver



    "Fall Creek Boys Choir", a colaboração de Bon Iver e James Blake, estreou hoje na Radio 1, da BBC. E, claro, já está no YouTube. Parece que eles vão lançar um EP ou um álbum juntos, já agora em outubro, mas essa história ainda está confusa.

    Kanye West confirma presença no SWU; saiba o que esperar do show



    Agora que o Kanye West vem ao SWU, preste atenção nos vídeos da turnê do rapper. Acima, uma versão de quase 20 minutos de "Runaway", gravada em um festival polonês.

    O show é inteiro assim: com dançarinas, plataformas que se elevam e muita improvisação. Tudo grandioso e, às vezes, cansativo.

    Strokes e Vaccines gravam juntos em Nova York



    Ok, o título deste post é exagerado. Mas a notícia veio da NME, então é normal ser exagerado: o Vaccines se juntou ao guitarrista Albert Hammond Jr., do Strokes, para gravar a faixa "Tiger Blood". A sessão foi em Nova York, na casa do norte-americano.

    Segundo a NME, "Tiger Blood" talvez nem seja lançada. Pode ficar apenas no repertório dos shows e talvez saia em um single especial da turnê.

    O Vaccines acabou de lançar o single de "Norgaard", que tem como b-side a inédita "Primal Urges".



    segunda-feira, 22 de agosto de 2011

    Morrem os compositores Jerry Lieber e Nick Ashford



    Dia triste para a música pop: morreram Nick Ashford (autor de "Ain't No Mountain High Enough", entre outras) e Jerry Leiber (de "Stand By Me" e uma infinidade de outros hits).

    Pesada esta segunda-feira.

    Scorsese libera o trailer de documentário sobre George Harrison



    Muitas imagens que eu nunca tinha visto nesse trailer de George Harrison: Living in the Material World, o documentário de Martin Scorsese sobre o guitarrista dos Beatles. Estreia em setembro, na HBO norte-americana.

    sexta-feira, 19 de agosto de 2011

    Agora o Gotye sampleou "Aquarela do Brasil" (ouça)



    Nesta semana eu publiquei aqui o clipe "Somebody I Used to Know", do australiano Gotye, que sampleava Luiz Bonfá. Hoje vazou o disco Making Mirrors e mais uma surpresa: um sample de "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso, em "I Feel Better". Dá para ouvir aqui.

    Lil Wayne usa músicas do Black Sabbath em nova mixtape (ouça!)



    Enquanto o Black Sabbath original não se decide se volta ou não, o rapper Lil Wayne liberou uma mixtape na qual usa as músicas da banda como base para suas rimas. Chama The Carter's Sabbath. Dá para baixar aqui.

    Mistura bizarra do dia: Matt and Kim, Andrew W.K. e Soulja Boy



    No projeto da Converse (que no passado já teve Julian Casablancas, Santigold e outros) deste ano, uma mistura peculiar: Andrew W.K., Soulja Boy e Matt and Kim na música "I'm a Goner". Que tal?

    quarta-feira, 17 de agosto de 2011

    Veja o clipe de "The Adventures of Rain Dance Maggie", do Red Hot Chili Peppers



    Ainda tenho dificuldades em aceitar um Red Hot Chili Peppers sem o guitarrista John Frusciante. O disco One Hot Minute, que a própria banda odeia, está aí para lembrar todo mundo que isso talvez não seja uma boa ideia.

    Nesse clipe novo, "The Adventures of Rain Dance Maggie", a guitarra de Josh Klinghoffer não chega a comprometer, mas a sonoridade do Frusciante faz falta. Que venha o disco I'm With You para podermos avaliar melhor.

    Momento curiosidade: sabia que o Klinghoffer foi integrante do Warpaint?

    Veja os vídeos da campanha Music Matters: Beatles, Iron Maiden, Stevie Wonder e outros



    A Why Music Matters é uma campanha mundial de apoio à música e aos músicos. Simples assim. E essa ideia já gerou vídeos incríveis, como estes aqui acima e abaixo.







    Para saber mais (e ver mais vídeos), vá ao site do Why Music Matters.

    Gotye lança single novo com ajudinha de Luiz Bonfá (ouça e veja o clipe!)



    Achei muito foda essa música (e o clipe também) de "Somebody That I Used To Know", do australiano Gotye com participação da neozelandesa Kimbra. Letra foda, clipe simples e bonito.

    Um detalhe interessante: a música tem um sample - bem claro, aliás - do brasileiro Luiz Bonfá tocando "Seville".

    Esse single estará em Making Mirrors, o terceiro disco do Gotye (que deve sair daqui a dois dias).

    Ator que fará Jeff Buckley no cinema tem banda bastante influenciada pelo cantor



    Não é à toa que o ator Reeve Carney, estrela do musical da Broadway Spider Man: Turn Off the Dark, foi escalado para o papel de Jeff Buckley no filme de Jake Scott. O cara tem uma banda, Carney, que é muito influenciada pelo Buckley - do vocal ao estilo da guitarra.

    E se você estiver confuso quanto às escalações para o papel de Jeff Buckley no cinema, não fique. São três filmes sobre o cantor e compositor. Aqui tem mais detalhes sobre cada um deles.

    terça-feira, 16 de agosto de 2011

    Ouça La Liberación, o novo disco do CSS



    A Spin liberou a audição de La Liberación, o terceiro álbum do CSS. Dá para ouvir inteirinho aqui.

    A minha preferida é a faixa-título, mas gosto bem de "Echo of Love" e "Hits Me Like a Rock". Dá para ler minha resenha no site da Rolling Stone.

    Por aqui, a gravadora Universal já prensou as cópias do disco, que deve chegar às lojas brasileiras nos próximos dias.

    La Liberación tem um pouco de tudo: se você gostava da diversão sem limites do primeiro álbum, tem aqui. Se o lado roqueiro de Donkey te pegou mais, tem também. Pode ir sem medo.

    Ah, e quase me esqueci: a RS também tem um perfil da fofa da Lovefoxxx. Tem um trecho aqui. O texto completo está na edição 59, com a Amy Winehouse na(s) capa(s).