quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Super-heróis estão muito bem em Misfits



Este ano não foi tão bom assim para os super-heróis: o Homem Aranha caiu da teia na Broadway, ganhou outro intérprete na telona; o Lanterna Verde - que já é um herói menor - ganhou vida no cinema por meio de Ryan Reynolds (coitado!); e por aí vai.

Mas na série britânica Misfits, a história foi outra. Em sua segunda temporada, os jovens que antes apenas tinham poderes especiais (que conseguiram durante uma tempestade) começaram a indicar que pode virar super-heróis no futuro.

Como toda boa série de fantasia feita na Inglaterra (pense em Doctor Who, Torchwood, Being Human), Misfits anda na linha fina entre o aceitável e o absurdo. E esse é um de seus pontos fortes: não para saber se é um programa de ação, uma comédia, um seriado adolescente ou um drama. E com apenas meia dúzia de episódios por temporada (mais um especial natalino, na segunda), as histórias não se desgastam.

O canal E4 já anunciou que Misfits volta em 2011.


(o resto do especial acima está aqui)

Nenhum comentário: