quarta-feira, 30 de junho de 2010

O pesadelo de lançar Jimmy Corrigan no Brasil



André Conti, editor da Companhia das Letras, explica - em um post no blog da editora - como foi difícil traduzir e lançar por aqui o álbum de quadrinhos Jimmy Corrigan: o Menino Mais Esperto do Mundo, de Chris Ware. Um trecho do texto:

"No departamento de produção, as coisas não iam tão bem. Novos testes de papel mostravam uma diferença muito grande entre as cores da nossa edição e as do original. Enquanto o monitor indicava mais uma vez que o livro estava bom, no papel o vermelho saía laranja, o verde ficava azul, o marrom voltava para o vermelho, sabe-se lá o que ia acontecer com o amarelo. Entramos em contato com o autor, que gentilmente sugeriu que acertássemos as cores na gráfica, como ele havia feito quando o livro saiu lá fora. Mas se isso era comum em 1950, hoje em dia não é bem assim. Era preciso voltar ao arquivo mais uma vez e calibrar página por página, às vezes quadro por quadro, até acertar tudo. Quando chegamos num dos testes finais, o motoboy que foi pegar o pacote na gráfica caiu no caminho e, embora não tenha se machucado, o mesmo não pode se dizer do nosso teste."


Vale a pena ler. Você vai dar ainda mais valor ao livro.

Nenhum comentário: