terça-feira, 15 de setembro de 2009

Beatles quase voltaram nos anos 70 (ouça McCartney e Lennon tocando juntos em 1974!)

Paul McCartney, em entrevista ao Entertainment Tonight, disse que os Beatles receberam muitas propostas para que se reunissem nos anos 70 - e conversaram sobre o assunto.



De cabeça, lembro-me da proposta do Saturday Night Live: o produtor Lorne Michaels ofereceu US$ 3 mil para que eles fossem até o programa e tocassem três músicas. "Você podem pagar menos pro Ringo, se quiserem", disse o pândego.



Os Beatles não foram. Mas, diz a lenda, Lennon e McCartney assistiram ao programa juntos e até pensaram e ir. O "evento" foi reproduzido no longa de ficção Two Of Us (2000, dirigido por Michael Lindsay-Hogg - o mesmo de Let it Be).

Dois anos antes, em 28 de março de 1974, John Lennon e Paul McCartney se encontraram e gravaram em um estúdio no que acabou sendo a única situação desse tipo depois do fim dos Beatles.



Lennon estava produzindo o álbum Pussy Cats, de Harry Nilsson, e a dupla gravou acompanhada de Stevie Wonder (teclado), Bobby Keys (sax), Nilsson (backing vocals) e Jesse Ed Davis (guitarra). McCartney tocou bateria e cantou, com o autor de "Imagine" na guitarra e vocal.

Quer dizer, na verdade ninguém tocou (pelo menos não no sentido audível da coisa). A jam session de quase 30 minutos não teve músicas inteiras, só tentativas de "Lucille", "Stand by Me", "Cupid", "Take This Hammer" e "Sleep Walk" - tudo bagunçado e cheio de conversas no meio.

Essa reunião informal virou o bootleg A Toot And A Snore In '74, lançado em CD pela Mistral Music, de Luxemburgo, em 1992. Atualmente fora de catálogo, as faixas podem ser baixadas aqui. Ou ouvidas no YouTube, claro.

2 comentários:

pedro noizyman disse...

fala terron, beleza? como é essa história do saturday night, do john e do paul? a versão que eu ouvi é que eles tinham decidido ir, aí o telefone tocou e era a yoko. aí o john ficou horas no telefone com ela e o paul desistiu. já ouviu falar disso ou tô viajando? grande abraço - @noizyman

Paulo Terron disse...

Pedro,

Essa é exatamente a história contada no Two of Us. Mas não me lembro de ter visto o Lennon ou o McCartney confirmando. Acho que está mais pra ficção mesmo. Abraço!