terça-feira, 21 de julho de 2009

Michael Jackson: Joe Jackson explica tudo ao Larry King






Nos vídeos acima você vê a íntegra da conversa de Joe Jackson, pai de Michael Jackson, com Larry King, na CNN, ontem. Os trechos principais:

  • Sobre como ele quer colocar os filhos de Jackson para fazer uma turnê como Jackson 3: "É tudo mentira!";

  • Larry King, em um ato falho, chamou o velório de "premiação";

  • Joe não viu o corpo de Michael, não sabe onde ele está e não tem os resultados da necropsia particular;

  • O patricarca colocou um representante para dar a entender que a AEG Live, empresa que promovia os shows de Londres, foi responsável pela morte do astro;

  • Ele batia em Michael? "Mentira. Por que eu bateria nele? Criei ele como você cria os seus filhos"; "Eu batia nele? Começaram a bater na época dos escravos, que eram torturados. Foi ali que isso começou. Mas, hey, tem muita gente nos EUA que batem nas crianças - e elas dizem que não, mentem". Boa resposta, Joe! Nega e depois diz que quem nega está mentindo!

  • Joe Jackson disse que não vai ficar chateado por estar fora do testamento. "Ele deixou para a mãe dele, que vai fazer com ele seja dividido de forma justa".
  • 2 comentários:

    pesadelo de vida disse...

    olá,
    parece-me algo infame (dois mil anos depois) crucificar alguém com base num único testemunho. não nutro qualquer especial afeição pelo sr jackson, assim como não tinha particular interesse no M. Jackson: feita esta declaração de interesses, tentando ser lógica (sendo que Jesus Cristo morreu por nós), duas observações devem ser examinadas antes de começar a martelar nos pregos: nr 1) M. Jackson tinha problemas psíquicos muito sérios; nr 2) dos seis irmãos nenhum (até ao momento, que eu tenha conhecimento) se deu ao trabalho de apoiar ou desmentir as suas afirmações.
    Assim, estamos perante uma imaginação muito fértil (para não dizer demente)e seria importante uma investigação mais profunda antes de colocar uma pessoa na cruz. parece-me a mim ... (caso não seja conveniente, saiba que não sinto qualquer desgosto caso opte por não publicar este comentário, esteja à vontade).

    pesadelo de vida disse...

    ps: muitos pais daquela geração bateram nos filhos, não tenho qualquer dúvida, daí a serem eternas vítimas? no meio disto tudo os míudos Jackson não andam propriamente nas ruas a fumar crack, ou enjaulados numa qualquer penitenciária. he must have done sometinhg good (ainda que tenha sido por-se a milhas) ...