quarta-feira, 9 de abril de 2008

Jaguar Love grita sobre o amor


Lá no distante 2005, uma das minhas músicas preferidas era "Love Rhymes With Hideous Car Wreck" - tanto pela gritaria insana quanto pela poesia irônica da letra. Os responsáveis por esse ataque direto ao amor eram os Blood Brothers, banda emergente da nova cena de Seattle.

Em 2007 o grupo anunciou que estava se separando. Não demorou muito e um dos vocalistas - o mais gritão, Johnny Whitney - carregou o companheiro Cody Votolato (guitarra/baixo) e montou o Jaguar Love, reforçado por Jay Clark (bateria/baixo/teclados, ex-integrante do Pretty Girls Make Graves).

Se é para rotular, digamos que o Jaguar Love é uma banda de amor. Mas não de baladas. OK, de amor nervoso. E isso explica bem o nome, no fim das contas.

Conversei com Votolato sobre a cena hardcore contemporânea dos EUA e o Jaguar Love, então tudo ficará mais claro nas próximas linhas.

Quem pesquisar sobre o Jaguar Love encontrará muitas referências ao hardcore. Ao ouvir as músicas, entretanto, essa influência não é tão clara - ou pelo menos não tão clara quanto era nos Blood Brothers. Concorda?

Sim, concordo. Não temos nada contra o hardcore, mas também não temos relação musical alguma com ele.

Ainda nesse assunto, a cena hardcore brasileira é muito bem organizada faz uns bons 10 anos. Só que nos últimos anos o "fenômeno emo" atrapalhou um pouco. Escrever sobre amor também pega mal nos EUA?

Nem, eu não diria que é um problema aqui. Na real, acho que escrever sobre esse assunto é algo é universal e que está entre nós desde quando a escrita surgiu - e que deve ser assim mesmo. Talvez não seja apropriado para certo estilos ou algo assim, mas não acho que isso deve ser repreendido.

Talvez seja uma impressão equivocada, mas parece que tanto os Blood Brothers quanto o Pretty Girls Make Graves se separaram no auge. Por que isso acontece? Muita pressão?

Eu não diria que teve a ver com pressão. As duas bandas existiam já fazia bastante tempo e, como qualquer relacionamento, estavam sujeitas a acabar uma hora ou outra.

Como está o disco de estréia do Jaguar Love? Já está pronto? Já tem nome?

O álbum está indo bem. Acabamos as gravações, está tudo pronto! Estamos na pilha. Ele se chama Take Me to the Sea e sairá em 19 de agosto pela Matador Records.

O Johnny toma algum cuidado especial com a voz dele? Depois de ver alguns vídeos gravados ao vivo parece que deve ser difícil não perdê-la depois de várias apresentações seguidas!


Ele é muito bom nos aquecimentos vocais e em tentar dormir o máximo possível quando temos muitos shows seguidos. Acho que hidratação e muito descanso é a melhor coisa para um cantor.

E quanto aos outros (muitos) projetos paralelos de vocês?


No momento não estamos fazendo nada, mas acho que o Johnny deve fazer outro disco do Neon Blonde algum dia.

Nenhum comentário: