quarta-feira, 31 de outubro de 2007

NBC triste com Heroes?


A rede norte-americana NBC adiou indefinidamente o lançamento de Heroes: Origins, que deveria ocorrer por volta de abril de 2008. A série derivada de Heroes teria, inicialmente, seis episódios (sendo que Kevin Smith, Michael Dougherty e Eli Roth já haviam sido convocados para dirigir dois deles).

Agora, segundo o Hollywood Reporter, ela ainda não foi cancelada - mas também não se sabe bem o que rolar. O medo de que uma greve dos roteiristas possa ocorrer em breve ajudou nessa decisão. Ou seja, Origins caiu no limbo.

HaloweenTube

O Rob Zombie tomou conta do YouTube neste Halloween e selecionou um monte de coisas.


Viu o House of a 1000 Muppets? E os Zombeatles?

Hora do espanto


Apesar de não termos tradição de Halloween, a data é uma boa oportunidade para falar do melhor assunto do mundo: filmes de terror. E todo mundo está fazendo listas:

*A AOL fez uma lista dos melhores filmes de terror de todos os tempos (ganhou Halloween, versão original);

*A Entertainment Weekly convocou William Friedkin (diretor de O Exorcista) para selecionar 13 filmes de terror que dão medo nele;

*A Time escolheu 25 filmes de terror incríveis (tem até Shaun of the Dead!);

*O site Trailers From Hell coloca diretores famosos para comentar trailers de clássicos do terror.


E você? Quais são os seus cinco filmes preferidos de terror? Assim, de cara, eu diria que os meus são O Iluminado, O Exorcista, O Bebê de Rosemary, Night of the Living Dead e Devil's Rejects.

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Goodbye 'mate', hello 'howdy!'


Durante anos e anos o humor inglês sofreu para emplacar nos EUA, mas parece que esses tempos difíceis passaram. The Office – criado por Ricky Gervais e Stephen Merchant – emplacou na terra do Tio Sam (depois de um começo problemático, é verdade), Extras (a outra série de Gervais) foi feita em parceria com a HBO e já faz algum tempo que Matt Lucas e David Walliams estão desenvolvendo uma versão norte-americana para Little Britain. Até o Borat se deu bem por lá.

E as novidades seguem: The Office, segundo o TV Guide, vai ganhar uma série derivada. Assim como Grey’s Anatomy ganhou Private Practice, a NBC pretende dar um filhote à comédia. Mas com um detalhe importante: nenhum dos atores de Office deve ser "transferido" para o novo programa.

Outro que deve aparecer logo mais na TV ianque é Spaced, criado por Simon Pegg, Jessica Hynes e Edgar Wright. A Fox colocou Adam Barr (que trabalhou em Will & Grace) para tocar o projeto. O super-produtor McG (de The O.C. e Chuck) também está envolvido.

É claro que nem só de sucesso vive o mundo das adaptações britânicas. Em 2003 a série Coupling ganhou versão made in America e foi um fracasso de público e crítica – ao contrário da original, que durou quatro temporadas.

Sete ou nove


Os Mutantes já têm nove músicas novas? Escritas com o Tom Zé? E que vão ser tocadas no aniversário de São Paulo, em 25 de janeiro? "O Tom Zé é o meu parceiro agora e tem sido maravilhoso", contou o guitarrista Sérgio Dias à Billboard, divulgando o lançamento norte-americano do disco ao vivo Live at the Barbican. "Já temos umas sete ou nove músicas." O que será que aconteceu com as músicas que ele estava escrevendo com a ex-mutante Zélia Duncan?

John... Long time...

Que tal o trailer do Rambo (mais conhecido como Rambo IV)? Não, né?

O Sylvester Stallone só consegue decorar uma frase de cada vez? E o que será que ele achou do lançamento de Italian Stallion (o "pornô" que ele fez no início de carreira) em DVD?

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Efeito Radiohead


A revista norte-americana Paste anunciou que vai adotar o esquema lançado por Thom Yorke e seus companheiros: as assinaturas da publicação podem ser feitas pelo valor que o leitor achar apropriado pagar. A experiência é por tempo limitado (duas semanas) e só vale para os EUA. Clique aqui para assinar. Quantas revistas brasileiras vão seguir o exemplo? Eu chuto: nenhuma.

O problema é seu!

Vou te contar uma coisa que ninguém costuma contar: o Tim é o festival "o problema é seu". Custa caro? O problema é seu, você é quem tem de pagar. É longe, no Anhembi? O problema é seu – pega um táxi ou paga um estacionamento caríssimo lá perto, já que não tem uma estratégia de transporte (como o Skol Beats tem, por exemplo). O show é no domingo e você trabalha na segunda? O problema é seu – e ainda vamos atrasar tudo em três horas, para a sua semana começar bem. O Piola te vendeu fichas de água/lanches de 15 reais e, na hora de retirar, não tinha mais (ou fizeram você esperar um tempão)? O problema é seu. Saiu cansado porque o festival atrasou umas boas três horas e agora só quer se sentar 15 minutos e descansar, enquanto a multidão sai do Anhembi? O problema é seu, vai sair à força porque os seguranças vão te colocar para fora. Engraçado que - em um tempo no qual as pessoas se preocupam com inclusão - o Tim Festival (e a operadora de celular que o patrocina) ainda acredita nessa sistema falido de exclusão.

Dito isso tudo, o evento teve uma apresentação divertida do Spank Rock, uma incrível do Arctic Monkeys e uma kitsch-cool do Killers.

"Fake Tales of San Francisco", Arctic Monkeys


"All These Things That I've Done", The Killers (se liga em como o guitarrista doidão dá uma bica na árvore que estava no palco, no fim do show: cadê o Greenpeace?!?)

domingo, 28 de outubro de 2007

Drama king


Se alguém me perguntar qual é o som mais divertido sendo produzido no Brasil neste momento, eu digo sem medo: o do Bo$$ in Drama. O projeto-de-um-homem-só foi idealizado por Péricles M., de Curitiba, há menos de um ano. Mas o blog-a-blog (uma evolução do boca-a-boca) já começou. Tanto que o rapaz tem datas para se apresentar em diferentes partes do Brasil em novembro: São Paulo (no Vegas, dia 9, e no Club Praga, dia 15) e em Belo Horizonte (no Eletronika, dia 14, com LCD Soundsystem, Shir Kahn e Jon Carter). Se você gosta de dançar, não deixe de ouvir (e ir às apresentações). Se só quer pagar de trendsetter, a hora de pular no vagão é agora (mas isso é uma coisa muito errada, viu?). De uma forma ou de outra, pode dançar sem medo de ser feliz.

Desde quando existe o Bo$$ in Drama? É o seu primeiro projeto musical?
Bo$$ in Drama existe faz uns oito meses, mas eu faço música no computador desde os 16 anos (vou fazer 21 em novembro). No começo de 2006 tinha muita coisa pronta, chamei uma amiga para me ajudar num projeto de electro rock, o Gomma Fou. Nós tocamos em alguns lugares legais e fui escolhido para compor a banda de abertura do Motomix 2006, onde pude tocar ao lado de bandas incríveis. Logo em seguida acabei com o projeto para seguir meu trabalho solo, foi aí que nasceu Bo$$ in Drama.

Como foi que você começou a se interessar por música?
Quando era criança, ouvia muito as rádios que tocavam dance music e hip hop. Depois veio Michael Jackson, Daft Punk, novo rock, a explosão do electro... Tudo isso contribuiu para moldar meu som de hoje. Você percebe vendo meu live, onde “jogo” muitas referências da época em cima do que estou tocando, com o único propósito de divertir e fazer as pessoas dançarem.

Você produz tudo em casa? Quais programas você usa?
Sim, tudo no meu quarto. Uso Reason, Fruity Loops e Ableton Live. Gosto de usar um pouco de cada e não ficar preso na estrutura da música eletrônica tradicional. Brincar com a construção e os timbres é legal... Além de buscar referências em todos os estilos possíveis, principalmente quando você não tem barreira alguma para fazer música.

Sem a internet você acha que estaria fazendo música como faz hoje?
Sem internet eu estaria tocando Raul Seixas no violão em volta de uma fogueira [risos].

Desde o Bonde do Rolê, qualquer tipo de música eletrônica que venha de Curitiba vai passar pelo questionamento básico: eles são uma influência (mesmo que não musical)? Quais são as suas influências musicais?

Eu trocava demos com os meninos antes do Bonde, quando o Pedro ainda tinha um projeto de indie pop chamado Deviant Kid e o Rodrigo cogitava a idéia de montar uma super banda de rock eletrônico [risos]. Com certeza eles são uma influência para todo mundo que faz música no Brasil e quer ser reconhecido mundialmente. Afinal, não é para qualquer um! Tudo que vejo e escuto é influência, basta saber absorver o que cada um tem de melhor para oferecer.

Você pensa em um lançamento "físico" para as suas músicas, com CD/vinil etc?
Estou esperando alguma proposta legal para lançá-las! Algumas rádios de fora [do Brasil] já estão tocando minhas musicas, e tenho recebido propostas para remixar também. Estou trabalhando nas minhas produções aos poucos, mostrando algumas ao vivo e buscando fazer um trabalho bem feito e positivo. Enquanto estiver me divertindo e as pessoas gostando, está valendo!

No seu MySpace você define o seu som como "the Brown note". É bom levar fraldas e sacos de vômito para as suas apresentações?

Essa é uma das lendas urbanas que mais gosto! Quando estava começando a aprender os lances de produção, sempre tentava chegar na freqüência da "nota marrom" para ver se acontecia algo.. O máximo que conseguia era ficar com o ouvido doendo [risos].

[Leia mais sobre o Bo$$ in Drama no Rraurl, contrate o DJ aqui e ouça as músicas no MySpace]

I want my MTV

Viu o clipe "estilo Dire Straits" para "Bonafied Loving", do Chromeo?

Só tem nerd na música atual, né não?

Se ele manda...

Trent Reznor durante show do Nine Inch Nails: "Minha gravadora me odeia porque eu fui contra eles, dei uma bronca porque eles era uns cuzões egoístas. OK, você sabe o que isso significa: roubem! Roubem tudo. Roubem, roubem e roubem mais um pouco e dê aos seu amigos, continuem roubando. Porque de um jeito ou de outor esses filhos da puta vão entender que estão enganando as pessoas e que isso não é certo."

Reznor, que agora está com o passe livre, tinha criticado os preços do último disco do NIN a sair pela Universal, Year Zero.

Seu desejo é uma ordem:

*Discografia completa do Nine Inch Nails

*Year Zero

*32 CDs do NIN, com a discografia mais alguns bootlegs

sábado, 27 de outubro de 2007

Get ready to be spanked

Não sabe o que esperar do Spank Rock no Tim Festival? Eu apostaria que vai ser algo assim:

Fiz esse vídeo no Pitchfork Music Festival do ano passado, em Chicago. O grupo foi movido pelo calor infernal que tomava a cidade, fazendo esse tenda - a mesma onde o Bonde do Rolê e o Cansei de Ser Sexy se apresentaram - ferver como um inferno na Terra. Mas ninguém ligou, como dá para perceber no vídeo...

Pushing topless


Não consigo não me impressionar com a velocidade dos tempos. Olha só: Pushing Daisies->sucesso de crítica->sucesso de público->foto da atriz Anna Friel fazendo topless na internet. Será que esse vai ser o padrão daqui para frente? E o já tradicional: clique aqui para ver a imagem (e outras) sem censura.

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Cansei de ser Zune

Essa história é muito boa (e eu vi no blog da Flávia Durante): um estudante britânico, Nick Haley, fã de Cansei de Ser Sexy, criou um comercial para o iPod Touch com a música "Music is My Hot Hot Sex" e colocou no YouTube. O pessoal da Apple viu, curtiu, e chamou o moleque para fazer uma versão profissional da propaganda. A brincadeira foi parar até no New York Times. E aqui está:

"My music is where I'd like you to touch", entendeu? O comercial será exibido nos intervalos de Desperate Housewives, dos jogos de futebol americano do domingo e de alguns jogos do campeonato norte-americano de baseball. Só o Bill Gates não deve ter ficado muito feliz: para quem não se lembra, o Zune - "concorrente" do iPod - chegou até a patrocinar uma turnê dos brasileiros.

Crescendo e aparecendo


Até outro dia Billie Piper era uma dessas cantoras teen meigas... Agora? Prostituta. Na televisão só, claro. Ela estrela Secret Diary of a Call Girl, no canal britânico ITV2. A série é baseada nos diários e no blog de uma garota de programa que usava o pseudônimo Belle De Jour. Um lance meio Bruna Surfistinha (sem a sobrancelha de Noel Gallagher), que proporciona cenas como a acima. Queria ver mais? Clique aqui.

Voodoo é pra jacu?

A segunda música nova das Spice Girls, "Voodoo", parece ser melhor que a balada "Headlines". O que não quer dizer muita coisa...

A coletânea Greatest Hits - que vai ser vendida primeiro nas lojas da Victoria's Secret - sai em 13 de novembro.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

De Sylar a Spock

O Zachary Quinto, de Heroes, já experimentou as orelhas de Spock que ele vai usar no novo filme de Star Trek.

Mais sobre o longa no site da MTV norte-americana.

Monty Monkeys

Essa me ocorreu desde a primeira vez em que ouvi "Brianstorm", do Arctic Monkeys: seria a música uma homenagem a "Brian Song", da trilha-sonora de A Vida de Brian, do Monty Python?

Faria sentido, já que a trupe cômica é tão relevante na vida de um inglês quanto os Trapalhões são na vida de um brasileiro.

Nova macacada

Corre para aprender a "The Nettles", a nova do Arctic Monkeys, antes dos shows do Brasil! Na Argentina rolou.

Dando abertura...


É isso que acontece quando você topa fazer uma campanha de duplo sentido. Gwen Stefani posou toda molhada (coloque sua piada aqui) para a campanha do perfume L, da L.A.M.B. (lambe?). O slogan: "quero você todo em cima de mim". O Jezebel mandou a direta: bukkake?

Baladas e aventuras caipiras


Na correria da volta do Led Zeppelin, Robert Plant está se saindo um espertão de primeira. Ele aproveitou para lançar Raising Sand, álbum gravado em parceria com a cantora Alison Krauss. Eu sei, de cara é meio estranho. Mas funciona muito bem.

"Acho que eu era meio inocente - 'estou indo para Nashville, então é [cantando country]: você passou batom e enrolou o seu cabelo'. Mas a Alison me disse: vamos entrar no âmago da história, nas sombras da música norte-americana, bem onde a luz encontra a escuridão", explicou Plant ao jornal britânico Telegraph.

O som acabou na praia dos duetos de Gram Parsons e Emmylou Harris, mas com um pé e meio na escuridão - como queria a Alison. Tudo lindo e de um bom gosto incrível (algo que faltava a Plant havia alguns anos). Aqui dá para baixar "Killing the Blues" gratuitamente (e legalmente!). A Amazon tem uma entrevista em vídeo com os dois.

O indie anda flopando


Parece que o cinema independente norte-americano anda vivendo só de elogios. Segundo o jornal LA Times, não é um bom momento para esse tipo de filme: The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford, longa que foi assunto da imprensa mundial e tem Brad Pitt no elenco, arrecadou só US$ 2 milhões. "nunca pensei que isso fosse ocorrer. Existem tantos filmes que o público nem consegue ir ver", explica Bob Berney, presidente da Picturehouse, no artigo. "Em qualquer outro momento esses filmes estariam durando mais e se saindo melhor. É muito assustador. Eu tenho esperança de que seja temporário. Tenho pesadelos nos quais a situação é essa para sempre."

O resumo é mais ou menos assim: tem muita gente fazendo filmes indepentes, só que não tem tanta gente assim querendo vê-los. A indústria se estabeleceu, o público não. Quem diria que um dia pessoas como o Kevin Smith não teriam problemas para fazer os seus filmes, mas sim para arranjar público?

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Não se esqueça: respire

No mesmo episódio de Dancing With The Stars em que a Mel B "sambou", a cantora Marie Osmond desmaiou ao vivo. Hoje apareceu o vídeo dela sendo socorrida:

Eu adorei a explicação: "Eu me esqueci de respirar. Quando eu fico estressada, eu paro de respirar." OK!

Paris e a ópera genética

Lembra do filme bizarro que a Paris Hilton disse ao David Letterman que estava fazendo? Pois o "musical de terror" Repo! The Genetic Opera! ganhou um trailer:

Parece pior do que eu imaginava.

Empurrando mais episódios


A ABC encomendou uma temporada completa de Pushing Daisies (uma das melhores novas séries deste ano, sem dúvida). A série teve uma média de 11.37 milhões de espectadores e já tinha uma previsão de nove epísódios - e agora ganhou os 13 que faltavam para uma temporada inteira.

Petra?


Então o Peter Petrelli, de Heroes, é uma mulher? É - pelo menos segundo o governo norte-americano, como mostra essa foto da identidade dele, acima. Vários blogueiros notaram o erro da produção da série e estão se divertindo com a história.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Novas de Lost


O TV Guide conseguiu algumas fotos da nova temporada de Lost, que só estréia nos EUA no ano que vem. São essas aí acima. O site da revista tem as imagens em um tamanho (um pouco) maior.

Voltando lentamente

E aqui está "Headlines (Friendship Never Ends)", o novo single das Spice Girls. Não dá nem para dizer que é interessante...

Parece Michael Jackson fase ruim. Talvez seja por isso que a Mel C tenha pensado 45 vezes antes de aceitar voltar com o quinteto.

E por falar no Michael Jackson: circula por aí um suposto "novo álbum" do cantor. É falso. São várias sobras dos discos anteriores - e se as músicas que saíram já não eram grande coisa, imagina as sobras...

ATUALIZAÇÃO: A Mel B dançou um samba no Dancing With the Stars. Ou pelo menos uma versão do que acha que é um samba... Na verdade, era "Spice Up Your Life", das Spice Girls. E essa música a lambada. Vai entender. Mas o vídeo traz um pouquinho dos bastidores da gravação do clipe de "Headlines".

Festa da Feist

Como o show da Feist no festival caro (veja bem: eu disse caro, não "Claro") está chegando, umas fotos da moça para comemorar:



Essas fotos foram tiradas no festival Lollapalooza, em Chicago, no ano passado. E o USA Today fez hoje uma materinha bonitinha sobre a Feist, falando de como o anúncio de iPod deu um empurrão na carreira dela.

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Viajando com o Verve


Os fãs mais roots do The Verve podem ficar feliz: parece que essa volta da banda vai adotar a sonoridade mais viajante dos primeiros discos, bem distante dos hits pop de Urban Hymns (1997, o último da banda). Isso se o disco novo seguir a linha de "The Thaw Sessions", uma faixa disponibilizada pelo site do NME para download gratuito. É viagem só... De mais de 14 minutos. Ela foi gravada na primeira vez que o Verve tocou junto desde a separação, em 1998.

Agora é só esperar pelo novo trabalho, que terá as faixas "Sit and Wonder", "Judas", "Appalachian Springs", "Mona Lisa" e "Rather Be". E, claro, a turnê que começa no mês que vem. Para baixar "The Thaw Sessions", clique aqui.

Nova dos... Beatles?

Um vídeo assustou algumas pessoas recentemente: ele teria, na trilha-sonora, a música "Now and Then" - a faixa inédita da reunião dos Beatles nos anos 90. A faixa existia como demo de John Lennon, e os outros três Beatles trabalharam nela sem nunca terminar (ou lançar) uma versão final. Nos último tempos muitos boatos sobre um possível lançamento circularam pela imprensa mundial.

Só que não foi desta vez. O vídeo é um mash-up da demo com outras coisas dos Beatles - mas o efeito final é bem parecido com o climão de "Free as a Bird" e "Real Love". Ouve só:


Reparou todas as mensagens escondidas no vídeo?

ATUALIZAÇÃO: foi bizarro, mas só agora eu notei que esse post 666 deste blog e esse vídeo tem uma foto do Aleister Crowley!

Bomba: filhos de Britney serão abóboras no Halloween!

O TMZ.com revolucionou a cobertura de famosos nos EUA. Parte do mega-grupo Time Warner, o site deu furos de reportagem nos casos de OJ Simpson (nos vários casos dele...), no ataque racista do Michael Richards, na prisão de Paris Hilton e, em especial, no monstro das fofocas que é o "caso Britney Spears". Só que há dias em que a Brit dizendo que seus filhos "provavelmente vão se vestir de abóboras" no Halloween vira notícia. Aí já é demais.

domingo, 21 de outubro de 2007

Falta luz em Blackout


O vídeo acima tem trechos das versões finais das 12 faixas de Blackout, o disco da "volta" de Britney Spears. Curiosamente não tem nenhuma balada melosa, uma tradição dos álbuns da cantora. E também não parece ter nenhuma música com potencial de mega hit.

"Radar" lembra a fase mais electro de Kylie Minogue, "Freakshow" vem pronta para servir de trilha-sonora para a vida insana de Britney e "Ooh Ooh Baby" até tem potencial (pelo menos a julgar por esses 30 segundos). Mas não passa disso. A Britney vai precisar fazer melhor. Não é tão difícil, até a Paris Hilton conseguiu!

Betty's Creek


James Van Der Beek, o Dawson de Dawson's Creek, fez uma participação especial (e bem curta) no mais recente episódio de Ugly Betty, exibido nos EUA na última quinta-feira. A imagem acima foi tirada de "Grin and Bear It", que é o quarto da segunda temporada. Coitado do Dawson, anda bem esquecido. Onde está a ajuda da Cabala quando você mais precisa dela?

Só para dar uma noção de como Ugly Betty anda incrível, vou citar alguns dos temas abordados no episódio em questão: ataque de urso, mudança de sexo, Andy Warhol, Studio 54 e Piu-piu (sim, o personagem de desenho animado).

Minha ressurreição em DVD


Wilson Cruz, que interpretava Rickie em My So-Called Life, deu uma entrevista à Entertainment Weekly sobre a série (por causa do lançamento em DVD). Ele fala sobre a importância de ter interpretado um personagem adolescente gay e sobre como é o relacionamento dele com os outros ex-integrantes do elenco, como Jared Leto e Claire Danes. Um pedacinho:

E por que as pessoas não assistiam ao programa?

Era honesto demais. As pessoas chegam em casa, ligam a TV e não querem necessariamente ver seus rostos refletidos num espelho. Elas querem fugir.


A entrevista completa está aqui. O site TV Shows on DVD tem trechos dos extras da caixa de DVDs. A Claire Daines falou sobre a série (e disse que a Madonna foi uma inspiração para a carreira de atriz dela):

Denorex


George W. Bush atirando no Michael Moore e na Hillary Clinton? Angelina Jolie amamentando o filho? Mick Jagger passadou roupa? Só por meio das lentes da fotógrafa britânica Alison Jackson. Ela usa sósias de celebridades para fazer imagens de flagras que todos nós - nesta cultura de consumo excessivo de famosos - gostaríamos de ver. (o papo de "consumo" foi por minha conta, o livro Confidential não tem esse papinho chato) O problemas é que tem umas coisas que ninguém merece ver, tipo o Elton John fazendo um enema. Aqui tem uma galeria de fotos mais completa.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Sem controle


Hoje é o grande dia do filme Control, sobre a vida e morte de Ian Curtis, na Mostra (programe-se aqui). A obra foi dirigida por Anton Corbijn - famoso por fotos e clipes de diversas bandas, especialmente o U2 - e o fato de ela ser em preto e branco ajuda a marcar o clima de tédio que cercava Curtis em Manchester. Não é ruim, como eu achei que seria.

No ano passado, quando veio para se apresentar no Motomix, Peter Hook (ex-integrante do Joy Division e ex(?)-New Order), arrumou um tempinho para almoçar comigo e falar sobre vários assuntos. Ele falou sobre a trilha que a banda deveria fazer para o filme, como Joy Division (o que acabou não rolando) e sobre como o filme usaria muita música da época (o que foi verdade: tem bastante David Bowie e, claro, Joy Division). Falou sobre os dois shows que o grupo fez como Joy Division nos últimos anos e sobre outro longa que mostrava a banda, 24 Hour Party People (nessa parte ela fala sobre o lendário Tony Wilson, que na época ainda estava vivo). Escute:

A parte em que ele fala sobre como deveria montar uma banda cover do Joy Division para sair em turnê é engraçada (e eu levaria meio a sério, já que Hook tem um amigo que toca no Australian Pink Floyd e ganha uma boa grana).

Vingança

Já que o She Wants Revenge vem mesmo para o Nokia Trends, em dezembro, vale rever o vídeo que eu fiz da banda no ano passado, no Lollapalooza, em Chicago. Achei o show bem divertido, dançante, apesar do climão dark da banda.

Pagando de Paris


Amy Winehouse passou a noite atrás das grades na Noruega, depois de ser flagrada com maconha. O marido dela, Blake Fielder-Civil, também foi preso. A cantora foi denunciada por uma pessoa de quem tentou comprar uns "produtinhos". Já pagou fiança e continuará a turnê européia sem problemas. O mais legal seria se ela pagasse só a fiança dela, deixando o maridão para trás.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Veronica Heroes

Já viu a Kristen Bell, ex-Veronica Mars, em Heroes?

O episódio vai ao ar nos EUA na próxima segunda-feira.

Monkey love


Em maio eu citei brevemente a Alexa Chung, uma das apresentadoras do divertido Popworld, um programa britânico. Sabe quem é o atual namorado da moça? O arctic monkey Alex Turner. Os tablóides estão adorando a história. A primeira aparição pública do casal - já chamado de Alex-xa - foi na entrega dos prêmios da revista Q. Eles teriam se conhecido no festival T in the Park.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Colbert for president

E assim, direto do Daily Show de Jon Stewart, nasce mais um candidato à presidência dos Estados Unidos:


E depois Stephen Colbert confirmou no programa dele, o Colbert Report:

Sexta-feira 13 sobrenatural


Jason Voorhees vai fazer uma visita à série Supernatural. Sim, ele mesmo, o monstro de Sexta-feira 13! O criador da série de TV, Eric Kripke, explicou (mais ou menos...): "Ele aparece no episódio 10. Conseguimos a liberação para usar o Jason. Temos uma virada, então não é o Jason de verdade, mas encontramos um modo interessante de trazê-lo para que Sam e Dean possam enfrentá-lo." É mas não é, sabe?

Caçando o macca

Você sabe que as coisas estão fora do controle quando os papparazzi conseguem irritar alguém tipo o Paul McCartney que - além de ser calmo e educado - convive com as câmeras há meio século.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

"Do you want to hold my invisible baby?"

Já ouviu falar do Iconoclasts, do Sundance Channel? É um programa que coloca duas pessoas famosas para conversar. Tipo Eddie Vedder (do Pearl Jam) e Laird Hamilton (ex-modelo e surfista), ou o diretor Quentin Tarantino e a Fiona Apple. É interessante, mas também é pretensioso pra caramba.

E o Saturday Night Live da semana passada imaginou como seria o encontro do jogador de basquete Charles Barkley e da cantora Björk no Iconoclasts. Para mim, resumiu bem o que a islandesa é:

Novo Kirk de Abrams


Segundo o site FirstShowing.net, o mistério acabou: Chris Pine foi escalado para o papel de Capitão Kirk no novo filme da série Star Trek, dirigido por J.J. Abrams (de Lost). O principal filme da carreira de Pine é O Diário da Princesa 2. Não é brincadeira. Os outros escalados para o longa, que estréia em 2008, estão aqui.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Até que a morte os separe?


A vida de casada de Carrie Bradshaw começou mal, segundo estas fotos do filme Sex And the City divulgadas hoje. Elas mostram Carrie brigando com Mr. Big na saída da igreja e buscando consolo na amiga Charlotte. Será que é mesmo brincadeirinha?

Flagra do dia


O ator Evandro Santo - o Christian Pior do Pânico na TV - soltando um "deve ser alguma fã da ZL (apelidinho pejorativo da Zona Leste, uma região de São Paulo)" antes de atender o telefone celular, que tocava no prédio da Jovem Pan.

Addison quarentona


A atriz Kate Walsh (a doutora Addison de Grey's Anatomy e Private Practice) comemorou 40 anos no último dia 13. Vai ser quarentona assim lá em casa! Bem comportada, ela bebeu água (pelo menos na chegada!).

Compareceram à festa: Justin Chambers (Alex) e Sara Ramirez (Callie). Os convidados usaram broches com uma foto de quando a atriz era criança (no detalhe da foto acima) Veja mais fotos aqui.

domingo, 14 de outubro de 2007

Domingão musical


Um post musical, para animar o domingo escuro.

1 - "Detox (Toxic+Rehab)", Britney Spears + Amy Winehouse. Dá para fazer mash up de famosos? Essa é uma pergunta que só o Alexandre Matias pode responder, em um texto curto (70 mil toques, no máximo). Mas que a Britney e a Amy andam bagaceiras na mesma medida, isso andam. Então essa mistura de músicas faz sentido. A mistureba foi feita por King of Pants, seja lá quem ele for.


2 - "Guns (rough mix)", Prodigy com Liam e Noel Gallagher. Liam Howlett gravou essa faixa, com Liam no vocal e Noel no baixo, mas decidiu não lançar. Teimoso, Noel foi lá e tocou na Radio 1, sem nem pedir autorização.


3 - "Must Be a Devil", Diplo (com Bonde do Rolê). A versão do DJ norte-americano para "Hey!", do Pixies, gravada para o iTunes.


4 - "Lord Don't Slow Me Down", Oasis. Música-tema do novo documentário do Oasis. Cantada por Noel Gallagher, fica entre Bob Dylan e The Who. Juro.


5 - "No Diggity", Klaxons. Cover do sucesso do BLACKstreet, gravado para as comemorações de 40 anos da Radio 1. Não parece muito o trabalho do Klaxons, mas é bom mesmo assim.

sábado, 13 de outubro de 2007

Beam me up, J.J.

J.J. Abrams está fazendo um bom serviço com o elenco do novo filme da série Star Trek, que ele deve lançar no ano que vem. Primeiro foi Zachary Quinto, de Heroes, como Spock:

E depois uma série de novidades, como a Zöe Saldaña (de Crossroads, aquele filme horrendo do Britney Spears!) de Uhura:

Anton Yelchin (de Alpha Dog), como Checov:

John Cho (que em breve entra em Ugly Betty) como o pai do Hiro, digo, Sulu:

Mas o mais surpreendente - e que garantiu a minha ida ao cinema, em dezembro de 2008 - foi a de Simon Pegg (Todo Mundo Quase Morto e Spaced) como Scotty:

Jack e Meg dizem X


É possível não querer as câmeras fotográficas que o White Stripes vai lançar dia 15 de outubro? Até as caixas são bonitas! Os modelos "Meg" Diana Camera e "Jack" Holga Camera ainda vão dar um "presente surpresa" para os 333 primeiros compradores.

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Olhos de diamante de Amarante


Rodrigo Amarante, depois de participar do novo disco de Devendra Banhart, dá os primeiros passos na carreira solo. A canção "Diamond Eyes" foi parar na compilação Love Above All, feita por Banhart para a revista Uncut. Ouça agora:



Segundo o norte-americano, depois da gravação de Smokey Rolls Down Thunder Canyon, "ele começou a escrever músicas em inglês pela primeira vez. Acho que o próximo projeto dele deve ser um disco solo. Dizem que ele talvez vá para Nova York gravar com os Strokes - ele é bem amigo do Nick e do Fabrizio."

Quando eu falei com o Amarante para uma matéria da Rolling Stone, ele disse que não tinha pressa em fazer planos - mas que tinha muitos projetos legais rolando ao mesmo tempo. Escute o trecho da entrevista:



A peça Homem Sem Rumo, que o Amarante cita, estréia dia 26 de outubro no Sesc Avenida Paulista. Alguns dos vídeos do diretor Primitivo Gonzales - com participação de Rodrigo Amarante - estão disponíveis na internet, clique nos nomes para assistir: Mais Velho (2001), Idade da Pedra (2002), Império das Pelúcias (2005) e Tesão em Saquarema (2001).

R.E.M. na CNN, Cooper e as cobras


Já ouviu "Until the Day is Done", a nova do R.E.M., no site da... CNN? Está lá, no promo do documentário Planet in Peril, que será exibido no fim do mês. A música está inteirinha no comercial, que tem trechos da viagem do jornalista Anderson Cooper pelo mundo. Por exemplo, olha que fofinho esse urso polar filhote:


E olha o elefante filhote com o pé engessado! Fofo!


Depois de tanta fofura, não dá mais para ter dúvidas sobre este boato relativo ao Anderson Cooper. E o vídeo prova que ele curte pegar na cobra, olha só:


Brincadeira, brincadeira... Voltando ao R.E.M., o vídeo está aqui. Anderson Cooper também falou sobre a nova canção com Michael Stipe. E Planet in Peril tem um segmento sobre o Brasil. O país não é novidade para Cooper.

Don't gimme more!


Mais um dia, mais uma foto da perseguida da Britney Spears. Já perdeu a graça. Mas se você ainda quer ver, aqui tem a versão sem censura.

Fuck Beatles fuck fuck


Esta é a tal música do Wu-Tang Clan que usa um sample autorizado pelos Beatles. Se bem que essa história ainda está muito mal contada. De qualquer forma, a faixa "The Heart Gently Weeps" tem participação especial de Dhani Harrison (filho de George), Erykah Badu e John Frusciante. E rolam muitos, muitos "fuck". Parece filme do Rob Zombie.

A faixa estará em 8 Diagrams, a ser lançado em 4 de dezembro.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Não pago nada!


Parece que - dada a opção "pague quanto quiser" - muita gente optou por não pagar nada pelo disco In Rainbows, do Radiohead. Pode ver nas estatísticas acima, tiradas de três sites grandes de torrent: Mininova, Demonoid e Pirate Bay. O "CD" está bombando no download ilegal. Isso sem contar na distribuição por blogs.

Superbanda do Justice


Essa eu vi no Twitter do Spiceee: o Justice tocando "D.A.N.C.E." no programa do Jimmy Kimmel, com alguns convidados muito especiais...

Minha vida de cantor


Se você cruzar com o Jared Leto no Brasil (ele vem para cá com a banda 30 Seconds to Mars, da qual é vocalista, no fim do mês), já tem um assunto: a série que revelou o rapaz ao mundo, My So-Called Life (Minha Vida de Cão/Cachorro por aqui) finalmente vai ganhar uma edição decente em DVD, a ser lançada no dia 30 de outubro.

Como só durou uma temporada, tudo cabe em seis DVDs. O pacote sai por menos de 50 dólares. Não se esqueça de perguntar ao Jared: "Por que você não participou dos extras desse box?". Para saber mais sobre a vida pós My So-Called Life do Jared, leia a entrevista que a Juliana Zambelo fez com o rapaz. E abaixo um vídeo do Jared Leto brincando de Homem-Aranha no Lollapalooza do ano passado.

Pegadinha da Carrie


Parece que os fãs de Sex and the City não precisam se preocupar tanto assim com as imagens feitas nas filmagens do longa baseado na série. Segundo o NY Post as fotos de Carrie se casando e de Charlotte grávida podem fazer parte de seqüências de sonho das personagens.

O anjo de Caê


O DVD Multishow Ao Vivo Cê, que registra a turnê mais recente de Caetano Veloso, corrige uma falha do CD. É que na segunda metade da viagem pelo Brasil o cantor incluiu no repertório dos shows uma bela versão de "Descobri que Sou um Anjo", de Jorge Ben(Jor) (do disco Jorge Ben, de 1969, o que tem "País Tropical" e vários outros sucessos). O especial do Multishow também cortou a faixa. Abaixo, a versão original da música de Ben.

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Sepultura em pânico


O Pânico na TV acredita na reunião do Sepultura clássico. Acredita e faz campanha para o Max e o Iggor Cavalera voltarem logo, como mostra a foto acima. Enquanto não rola, o Cavalera Conspiracy vai seguindo...