terça-feira, 31 de julho de 2007

Festival de cinema no céu

Ontem foi o Bergman. Hoje o Antonioni. Quem será o próximo diretor de filme-cabeça a bater as botas? Disque 1, para votar em Godard; 2, para votar em David Lynch; 3, para Roman Polanski; e 4, para Werner Herzog.

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Los Hermanos Banhart


Lembra que o Rodrigo Amarante entrou para a banda de Devendra Banhart? Pois já dá para ouvir duas faixas novas no MySpace do gringo. Uma delas, "Rosa", é em português e os dois dividem os vocais. O novo CD se chama Smokey Rolls Down Thunder Canyon e sai dia 25 de setembro. Segundo o blog do Dev no MySpace, a cada sexta-feira duas novas faixas serão postadas.

Raconteurs of the Stone Age


O Queens of the Stone Age ganhou um raconteur como novo integrante. O tecladista Dean Fertita - que também acompanha Brendan Benson na carreira solo, além de liderar a banda The Waxwings (que contou com Benson em uma de suas formações - é uma promiscuidade só!) - substituiu Natasha Schneider na banda de Josh Homme. O Raconteurs já gravou seu segundo álbum no Blackbird Studio, em Nashville, o mesmo que o White Stripes usou em Icky Thump. O trabalho só deve sair em 2008.

Harry Porn


Aproveitando o fenômeno causado pelo último livro da série Harry Potter, um engraçadinho fez um mash-up do audiobook de Harry Potter and the Deathly Hallows (lido por Stephen Fry), criando uma historinha... Sexualmente carregada, digamos.

Vivo na Itália


O Pearl Jam vai lançar mais um DVD ao vivo em setembro. Immagine Nel Telaio, gravado na turnê italiana, terá 16 músicas (incluindo "A Quick One While He's Away", a mini-ópera do The Who, com participação do grupo My Morning Jacket). Esse é o quinto DVD da banda.

O espaço/tempo em Lost

Na Comic Con, além do que já foi dito pelo Terron, foi apresentado um vídeo inédito no painel de "Lost". Trata-se de mais um daqueles vídeos enigmáticos gravados dentro de um escotilha, com o japonesinho de múltipla personalidade confundindo mais as coisas. Dessa vez, ele se apresenta como Edgard Halowax (e não como Marvin Candle) e deixa no ar ingredientes suficientes para mais uma teoria maluca.

De objetivo, ele apresenta uma nova escotilha, a sexta, chamada "Th Orchid", onde, segundo ele, não são feitos estudos de botânica, tal qual foi teria sido dito anteriormente, por medida de segurança. Afinal, segundo ele, o que foi escolhido para estudar ali é algo volátil e perigoso. Quando ele se prepara para começar a explicar detalhes do que se faz ali...cai algo do teto (uma lâmpada, talvez) e um coelho idêntico ao que ele segura no colo (com um número 15 gravado nas costas) aparece um uma prateleira. Edgard fica desesperado, dizendo para não deixarem que os coelhos se aproximem, e questiona a assistente por detalhes da experiência - ela diz coisas como "vinte negativos", "nove minutos", "ainda estamos aprendendo"...

Veja:


Somando a experiência com os coelhos idênticos à frase "as propriedades desta ilha criaram uma espécie de Efeito Kazimir (ou algo do tipo)", já está levando fãs a crer que, na verdade, o que a Dharma estuda é viagem no tempo. E o vídeo lhes dá bons argumentos. Por exemplo: a lâmpada estoura em função da descarga de energia usada na "viagem" do coelho (e, portanto, a megadescarga gerada no final da segunda temporada pode ter gerado algum tipo de "viagem" também). E mais: os coelhos não podem se ver para evitar um colapso no espaço/tempo (tipo "De Volta para o Futuro"). Parece uma loucura exagerada, mas não dá para dizer que isso não se encaixaria com as revelações da última temporada.

E, além do retorno do Michael (que já é certo - ele inclusive participou do painel na Comic Con), já se fala que Forest Whitaker pode fazer uma participação na série e o personagem Richard Alpert deve ficar de fora ou não ter uma participação muito expressiva, já que fechou contrato com a concorrente CBS para participar de uma nova série, chamada "Cane". E Peter Stormare, o John Abruzzi de "Prison Break", pode ser um novo integrante fixo do elenco.

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Nada de peladão


Melhor assim: Caetano Veloso estará na capa da próxima Rolling Stone Brasil, mas estará muito bem vestido! Até rolou um boato de que ele estaria nu na revista, mas é um lenda sem fundamento, segundo as sempre seguras fontes do With Lasers. O cantor lança o DVD gravado na turnê do disco .

Novo Spock


Segundo o USA Today, Zachary Quinto (o Sylar, de Heroes) foi confirmado como o Spock no novo filme da série Star Trek, agora dirigido por J. J. Abrams (o criador de Lost).


Leonard Nimoy, o Spock original, já falou sobre o fato de outro ator interpretar o personagem no filme novo.

...Lost!


Fãs de Lost, uma novidade! O personagem Michael (odeio) vai voltar à série na próxima temporada. Quem disse isso foram os produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse, na Comic-Con. Ah, e eles disseram que a volta não é em flashback! E a terceira temporada de Lost sai em DVD, nos EUA, em 11 de dezembro.

Mais Spice Girls

Mais de três milhões de fãs se registraram no site oficial das Spice Girls para ter notícias sobre entradas para a turnê de reunião. Caso a sua cidade não tenha sido escalada para receber o quinteto, é só entrar no site e votar nela. E as garotas soltaram novas fotos do grupo.

Loja de doce

Não dá para saber se é verdade, mas tem um trecho de uma suposta nova música da Madonna rodando a internet. Ela se chamaria "Candy Shop" e seria resultado da parceria com Pharell Williams e Justin Timberlake.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

As divas Xtina e Jagger


Depois de The Last Waltz, Feel Like Going Home e No Direction Home, Martin Scorsese volta ao mundo dos documentários de música com Shine a Light, a ser lançado em 21 de setembro. O filme supostamente conta a história dos Rolling Stones e os detalhes sobre o formato da produção ainda são poucos. Sabe-se que o cineasta filmou o show que os Stones fizeram para Bill Clinton, em Nova York, em 2006. E também sabe-se que que a Christina Aguilera está no longa. Juro, olha só:


Recentemente a banda lançou The Biggest Bang, DVD quádruplo que inclui o show do Rio, em 2006.

(Fake) Reality web-show


As coisas estão começando a ficar complicadas: Michael Cera (de Arrested Development) e Clark Duke (de Greek) estão fazendo um reality show. Só que não é tão simples. É um mockumentary e não passa na TV, só na internet. Aparentemente a rede CBS tinha comprado o projeto, mas decidiu lançá-lo só na web. É engraçadinho e tem 10 episódios.

terça-feira, 24 de julho de 2007

Você só precisa de grana

Os fãs reclamaram, mas a música "All You Need is Love", dos Beatles, foi usada em um comercial de fraldas. Das fraldas Luvs. All you need is Luvs, sacou?


Lembrou um pouco o caso do hit "You All Everybody", do Drive Shaft:

Treta!

Parece que o Mario Bross, do Wry, não curte o Bonde do Rolê:


Mas a Ugly Betty curte:


No Orkut, a treta seguiu.

Gorky [na comunidade do Bonde, ao saber do vídeo]: Sério mesmo, última vez que falo de wry aqui... Se o cara não gosta da gente, tudo bem, ele é trabalhador, é amigo de todo mundo (Ash, Klaxons, Rakes, Subways), té lutando (há, no mínimo, uns 10 anos) pelo espaço dele. Sabe, ninguém leva em consideração que ele, um cara do interior, jogou tudo pro alto há uns 8 anos pra vir trabalhar de entregador de flyer/vendedor de Big Issue na frente do metrô só pra correr atrás do roque do coração dele. Tanto que conseguiu! Um dos amigos dele, o Ash, garantiu um opening slot em um dos 10 shows aqui em Londres - e fico feliz por isso! Porque, porra, é o ASH, super mega banda que fazia sucesso há 10 anos! Woo hoo! Temos que celebrar o fato! É claro que eu iria ficar puto também se uma banda de 3 mezzo curitibanos chegasse e fizesse 10x mais do que ele, com menos de 2 anos de banda, fazendo qualquer coisa como música e ganhando 4 de 5 estrelas do Guardian. Então, assim, peço pra todo mundo não falar mais do Wry em vão, já que eles são a prova viva de que viver de música não é fácil! Morreu aqui, beijo no coração de todos!


Mario [respondendo ao Gorky]: 1. Se liga, nenê Gorky, essa estória de inveja não cola, pois eu adoro o CSS; 2. Nunca sofri com rock na minha vida, nunca vendi flyer ou Big Issue; 3. Tenho o maior respeito por vocês e CSS terem estourado, foi ótimo para o Brasil também, mas o som de vocês não me toca, não gosto mesmo, vocês deveriam abrir o leque... Como o povo da comunidade de vocês acertou, assim como odeio pepino, odeio Franz, odeio Bonde; 4. Aquele vídeo meu só fui ver muito depois de vocês; 5. Estrelinhas no Guardian nunca vão me comover. Parabéns, mas o som que eu amo de paixão nunca estará na capa da NME - infelizmente; 6. Sou sincero com o que faço, espero que vocês também sejam; 7. Foda ter gente defendendo Wry na própria comunidade né?


Escolham os seus lados e façam as suas apostas! Get in the ring, bitches!

Voltando às notícias, o Putz Factory tem o remix do Bonde para "Big Girl", do Mika. E uma foto do Pedro com a Kate Nash.

Dumbo?


Segundo o genial Weekly World News (que deve fechar em breve), um hotel de Ruanda é assombrado por... Fantasmas de elefantes! Isso mesmo: ele teria sido construído em um local onde anteriormente ficava um cemitério de elefantes. Recomendo uma lida nesta antologia. Se Elvis vive, é por culpa do Weekly World News.

Tipo Simpsons


Eu amo ser brasileiro. E grande parte disso vem de notícias assim:

Íris Stefanelli, a Siri do BBB7, lança nesta quarta-feira, 25/07, às 20 horas, na Panamericana Escola de Arte e Design, as personagens Sirizinha, Sirizinha Baby e a Turma do Bem, criadas pelos desenhistas Rogério Morais Martins, criador do Senninha, e Robson Rocha da Silva e que foram inspiradas nela própria. Na ocasião, Íris estará comemorando seu aniversário junto aos seus fãs e lançando também o site oficial da personagem Sirizinha, www.sirizinha.com.br.

As marcas e as personagens Sirizinha e Sirizinha Baby estão sendo lançadas no mercado de licenciamento pela Myra Desenvolvimento de Negócios, empresa da qual Rogério Martins é sócio. A empresa tem ainda como sócias Cecília Yoshisawa e Silvia Baptista Lima. Os três sócios trabalharam no Instituto Ayrton Senna e foi Cecília quem apresentou Rogério Martins ao Ayrton Senna da Silva. Atualmente a Myra é responsável pelo marketing dos atletas olímpicos Torben Grael, Lars Grael e Robert Scheidt.

A história da moça simples nascida em Tupã, no interior de São Paulo, e criada em Uberlândia, Minas Gerais, que participava da 7.ª edição do Big Brother, reality show da Rede Globo, chamou a atenção do publicitário e designer Rogério Martins. Com a experiência de haver criado o Senninha – personagem inspirado no piloto Ayrton Senna e que já conta com 13 anos de sucesso –, Rogério Martins viu em Íris, a Siri, um grande potencial para atingir o grande público, principalmente o infantil, e se inspirou para criar novamente. Nascia assim a Sirizinha, um novo e genuíno personagem brasileiro [nota do With Lasers: e o Chico Bento?].

Rogério contou a idéia a Robson Rocha da Silva, desenhista e seu parceiro de criação, que passaria a ser co-autor da Sirizinha. Juntos desenvolveram os desenhos da personagem e criaram também uma personagem bebê, a Sirizinha Baby e muitos outros personagens que farão parte do universo da Sirizinha e a Turma do Bem. Os criadores chegaram a desenhos, que além de serem muito parecidos com a sua inspiradora, transmitem o mesmo carisma e simpatia.

De acordo com o criador, já durante o BBB, Íris se mostrava uma pessoa capaz de cativar fãs e admiradores de todas as idades. "Sempre sorridente, muito simpática e atenciosa com todos, Siri vai conquistando novos fãs a cada dia", diz Rogério. Além de ser querida pelo público brasileiro – seu blog oficial teve mais de três milhões de acessos em apenas três meses, um recorde – ela já fez muito sucesso na Argentina e já é conhecida em Portugal.

"A Sirizinha é uma grande oportunidade para eu me comunicar com as crianças e é isso que eu quero fazer", disse Íris ao ser apresentada à personagem criada sob sua inspiração, e autorizando Rogério Martins a dar andamento ao projeto.

Muito profissional, Íris Stefanelli tem sido requisitada para diversas campanhas publicitárias e para participar de eventos de grandes empresas. Ìris já participou de propagandas das empresas Grendene (Sandálias Grenda), Impala Cosméticos (Esmaltes), Rivoli (Alimentos), Planet Girls (Moda), Itavema (Automóveis).


Enquanto isso...

Bob, Cate e Allen

Chegou ao You Tube um trechinho da cinebiografia de Bob Dylan "I’m Not There", programada para estrear nos cinemas americanos em novembro. No filme, o personagem principal é interpretado por cinco atores (Christian Bale, Marcus Carl Franklin, Richard Gere, Heath Ledger e Ben Whishaw) e uma atriz (Cate Blanchett), cada qual representando um momento da vida de Dylan. No trecho que vazou, o papel é de Cate Blanchett, rigorosamente caracterizada, em um encontro com o poeta beat (e ídolo de Dylan) Allen Ginsberg. Veja:


Aqui, o encontro real de Ginsberg e Dylan, frente ao túmulo de Jack Kerouac:

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Fora do eixo

O documentarista dinamarquês Andreas Johnsen praticamente não existe para o Imdb (seu nome está lá, mas só há dois trabalhos registrados: um de 2001 e outro de 2003), mas são assinados por ele alguns dos documentários mais relevantes que vi nos últimos tempos. Seu último trabalho (que me foi indicado pelo colega Felipeta) é o fantástico "Good Copy Bad Copy", que põe em questão os direitos autorais no universo cultural.

Embora os dois lados tenham voz no filme, as escolhas do diretor apontam claramente a favor da quebra do tabu da propriedade intelectual. E isso garante as melhores seqüências, como quando se mostra o universo do tecno-brega paraense e o DJ Beto Metralha sampleia, a seu estilo, "Crazy", do Gnarls Barkley, que, por sua vez, já tinha dados as caras no filme, minutos antes, com Danger Mouse explicando sua idéia de misturar "The White Album", dos Beatles, com o "The Black Album", do Jay Z, para criar o seu "The Grey Album". Não satisfeito, o diretor leva a versão tecno-brega de "Crazy" para o produtor/DJ Girl Talk, que sampleia o sample do sample. Quer maior ato de desrespeito ao copyright? Genial!

Depois de ver esse filme, fui atrás da Rosforth, produtora de Andreas Johnsen e seus colegas, e descobri que de lá estão saindo documentários geniais, como "Mr. Catra, o Fiel", sobre o grande nome do funk proibidão do Rio de Janeiro, e "Inside Outside", que retrata a ação de grafiteiros em Nova York, Paris, São Paulo e Estocolmo.

Veja o trailer de "Inside Outside":


Ah já ia me esquecendo: diferentemente de Michael Moore, a Rosforth está se lixando se seus filmes circulam pela internet sem engordar seus bolsos. Na verdade, isso é o que eles mais querem: chegar aos cantinhos mais reconditos do planeta, mostrando histórias de interesse universal.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Rock de uma nota só

E o White Stripes fez um show de uma nota só!

Eu curti a galera gritando "one more note! one more note!" no fim.

Planeta Internet


Depois de distribuir seu novo CD, Planet Earth, gratuitamente com o jornal britânico Mail on Sunday, Prince agora vê as músicas aparecerem aos montes na internet. Tem aqui, aqui, aqui e aqui. Parece que a única sofredora dessa história é a gravadora SonyBMG.

terça-feira, 17 de julho de 2007

J. J. strikes back

J. J. Abrams já marcou a data para sua volta aos holofotes: 18 de janeiro de 2008. Mas ninguém sabe exatamente qual será o nome do seu novo filme, nem exatamente qual é o enredo da história, nem quem está no elenco. A única coisa revelada até agora foi um trailer de menos de 2 minutos, veiculado nas sessões de Transformers. Ele mostra uma festa de despedida de um sujeito chamado Rob, que, de repente, é interrompida por um suposto terremoto... Mas logo se vê uma explosão e a cabeça da Estátua da Liberdade surge rolando pelas ruas de Nova York...


Isso foi suficiente para desencadear uma euforia estilo Lost entre os fãs do diretor (que aparece nos créditos do trailer apenas como produtor), ainda mais depois que ele avisou que uma espécie de ARG do filme já está rolando pela internet. Na falta de um nome oficial, o filme está sendo chamado de Cloverfield e já se especula que pode ser uma espécie de Godzilla.

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Playback


A ex-Destiny's Child Kelly Rowland desmaiou durante um show na Nigéria. Mas o mais interessante nem é isso. Veja o vídeo até o fim e preste atenção: ela desmaia, mas o vocal começa mesmo assim. Ê, playbackão!

Pergunte ao careca

O Smashing Pumpkins (ou pelo menos a pálida versão da banda que está em turnê agora) criou um canal no YouTube para responder às perguntas dos fãs. Tente a sorte.

E o Billy Corgan escreveu uma carta bizarra para o The Stranger, de Seattle? É de verdade? Você decide.

Leve o Sloth para casa


A empresa Mezco Toys prepara o lançamento de bonequinhos dos personagens dos Goonies. Éles ainda devem demorar uns meses para chegar às lojas, mas já dá pra encomendar no site da Mezco. Cada bonequinho custa 17 dólares - tem o Sloth e os quatro garotos (Data, Chunk, Mikey e Mouth).
A Mezco também vende bonequinhos de outros personagens inesquecíveis, como Tony Montana (Scarface), Rico Tubbs e Sonny Crockett (Miami Vice), Edward Mãos de Tesoura, Austin Powers etc

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Quer dar uma espiadinha?


O site da HBO lançou o HBO Voyeur Project, uma "experiência multimídia" na qual você fica olhando a vida de umas pessoas "pela janela", no melhor estilo peeping tom. É uma mistura de série, ARG, marketing... Enfim, modernidade!

Mundo indie


O site da Billboard fez uma lista de 25 discos independentes que você precisa ouvir em 2007. Tem Ben Lee, The Donnas (que toca por aqui logo mais) e até o Bad Religion.

Mais Moore

O Larry King promoveu o debate entre Michael Moore e o correspondente Sanjay Gupta, da CNN, que criticou os fatos apresentados em Sicko, o novo documentário do cineasta.

Parte 1:


Parte 2:


Parte 3:

Caveirinha


Não sei nem por onde começar, então vou resumir: já é Halloween? Não?!? Então por que a Courtney Love está fantasiada de caveira?

Brasil mostra sua cara

Mal começou e o Pan já dá seus ares de brasilidade: uma faxineira da Vila Pan-Americana entrou no quarto de atletas cubanos e só saiu no dia seguinte. Além disso, um funcionário já roubou um laptop e outros dois pegaram carros da organização para dar um rolê e só voltaram dois dias depois.

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Menino-ostra


Tim Burton lançou um livro infantil, com alta carga de humor negro (pelo menos, para um livro infantil), chamado The Melancholy Death of a Oyster boy & Other stories. A editora A Girafa comprou os direitos e, até o fim do mês, a versão brasileira do livro deve estar nas livrarias (em algumas, já chegou). Mas, se seu orçamento é baixo e você não acha que os devaneios do Tim Burton valham seu rico dinheirinho, veja as historinhas aqui.

"Projetos paralelos"


Studio 60 pode ter sido cancelada, mas o autor Aaron Sorkin não está muito triste. Ele assinou contrato para escrever três filmes para a DreamWorks, sendo que o primeiro deve ser The Trial of the Chicago 7, possivelmente a ser dirigido por Steven Spielberg.

Clipe gozado

O Banzé! é um grupo gozado. É sério, olha o clipe novo deles (mas veja até o fim!):

A música é "Boca do Lixo" e as melancias não foram comidas depois. Pelo menos não literalmente.

Record já nasceu de bigode


Ontem a Record pregou uma peça nos idiotas, como eu, que teimam em acreditar que pode passar alguma coisa boa na TV aberta. Anunciaram que passariam o filme "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança" na faixa Super-Tela, às 23h, e, por isso, até ganharam destaque no espaço para resumos de filmes da Folha (na versão impressa, saiu até foto do filme). Mas eis que, às 23h, entre no ar "Os Picaretas"! Patético.

Parece até o ciclo de documentários "Os Melhores do Hot Docs", que está acontecendo desde terça no Cine Bombril. Fui na sessão de abertura do ciclo para ver o filme "Everything's Cool". Estávamos eu e mais três pessoas na sala - o que já botava a perder o debate que estava programado para depois do filme - e, depois de 25 minutos esperando o começo da projeção, entra um cara e diz: "O filme não tá funcionando. Por isso, vamos passar o filme que estava programado para amanhã..." Como assim? Ninguém tem genial idéia de testar o filme antes da sessão? Não.

quarta-feira, 11 de julho de 2007

iPhone? Pfffff


iPhone é coisa do passado. Agora os boatos dizem que um novo iPod deve bombar em breve: o Yellow Submarine iPod, ume edição especial carregada com o catálogo do quarteto de Liverpool (finalmente!).

Essa doeu...

E o Faustão detonando o Silvio Santos ao vivo no Pânico na TV?

Ao ataque

Era para ser só mais uma entrevista, mas Michael Moore resolveu atacar a CNN por causa de uma reportagem negativa sobre seu mais recente filme, Sicko.

O cineasta achou que a análise de Sanjay Gupta, correspondente médico da CNN, parcial demais. E aí ele passou a acusar a TV e a mídia em geral a não dar a atenção necessária aos fatos - como ela teria feito na época de Farenheit 11 de Setembro. Nervoso, ele também disse que a CNN é sustentada pela indústria farmacêutica. Hoje Moore vai ao programa de Larry King explicar melhor essa história, ao lado de Gupta.

Sonho ou pesadelo?

Dois dos astros do momento, Mika e Beth Ditto (Gossip), cantaram juntos recentemente, no festival T in the Park, na Escócia:

A música é "Sweet Dreams", hit do Eurythmics.

If that's what you're into

Já viu a série nova da HBO, Flight of the Conchords? Com um humor meio Andy Samberg, meio The Office, é um fake-reality show sobre o "quarto mais famoso duo de folk-paródia da Nova Zelândia". A série estreou mês passado nos EUA e vai ter doze episódios. Dá pra ver o mais recente no site da HBO.

E aqui dá pra ver a sensacional "If You're Into It":

Studio 60 on the Internet


A partir de hoje o primeiro episódio de Studio 60 on the Sunset Strip está disponível para streaming no site do Warner Channel. Ele fica lá até o dia 18, aí a série estréia na TV. Apesar de já ter sido cancelado, vale a pena ver.

domingo, 8 de julho de 2007

Pânico global

Quem foi a maior estrela do Live Earth Rio? O Pânico, claro. Repórter Vesgo e Silvio Santos nem foram convidados para apresentar os artistas do evento, mas chamaram mais atenção do que qualquer um deles. O Rogério Flausino, do Jota Quest, fez a "dança do siri" no palco. Lenny Kravitz até parou para dar um tchauzinho para os dois, antes de subir ao palco. Na saída, a van deles foi atacada - na melhor estilo Beatles, com gente pendurada e tudo - por fãs histéricos. Veja o vídeo:

Agora, uma coisa não dá para negar: a dupla de comediantes tem um puta mau gosto musical! Quando perguntaram a eles qual artista faltava no evento, sabe qual o Vesgo respondeu? Cidade Negra. Juro.

E para saber sobre o resto do Live Earth Rio, veja minha cobertura para a Billboard (rá!).

sexta-feira, 6 de julho de 2007

O maior dia de todos


A história todo mundo conhece: Paul McCartney e John Lennon se conheceram em 06 de julho de 1957, na St Peter's Church, em Liverpool. Lennon estava fazendo um show com seu grupo, o Quarrymen. E um trecho desse show, você já ouviu? Pois aqui estão cerca de 20 segundos de "Puttin' On The Style" e outros tantos de "Baby Let's Play House", no "dia em que John e Paul se conheceram". Para os nerds que precisam de mais informações sobre esses registros, venham aqui.

Eu podia estar roubando...

Está rolando uma história de que a Avril Lavigne teria copiado a música "Girlfriend" de "I Wanna Be Your Boyfriend", de uma banda chamada The Rubinoos. Compare:

Até é parecido. Mas deixe o vídeo abaixo carregar e acelere até os 39 segundos iniciais.

Sim, "I Wanna Be Your Boyfriend" (de 1979), do Rubinoos, copia "Get Off of My Cloud" (de 1965), dos Rolling Stones. Ladrão que rouba ladrão...

That's hot


Quando o Smashing Pumpkins se separou, em 2000, o vocalista Billy Corgan disse que a culpa era de artistas como a Britney Spears, que estavam dominando a música. Como é, então, que agora ele fica pagando de amiguinho da Paris Hilton?!? A capa do single de "Tarantula" tem uma foto da socialite. Segundo Corgan, ela posou para o retrato. "Eu a conhecia e tinha saído com ela algumas vezes, então perguntei se ela toparia", disse o músico. "Para quem acha que aquelas fotos são falsas, nós mesmos as tiramos. Ela foi incrível, totalmente fantástica." Legal, Billy.

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Amor


Que atire o primeiro que nunca achou Courtney Love legal um dia. Não, não na cabeça, Kurt... A viúva mais trash dos últimos anos (sorry, Yoko) colocou uma música nova, "Dirty Girls", no site dela. Achei OK. OK.

Saiu


Já está nas bancas a Fader com o Bonde do Rolê. Cerca de R$ 35 aqui no Brasil. Ou de graça, no site da revista. A foto acima foi clicada no Glória, em São Paulo, logo depois do Troca Brahma.

Mudando?


Quando O Aprendiz, versão Roberto Justus, estreou, uma coisa me incomodou muito. Na abertura, o big boss descia de um helicóptero alugado. Ou seja: o Donald Trump brasileiro era rico, mas não muito rico. (aliás, Justus, eu vi a sua casa numa revista outro dia. Pode me chamar pra tomar um café que eu aceito) Ontem, assistindo à estréia de Simple Life - Mudança de Vida, na Record, bateu uma sensação parecida. Karina Bacchi e Ticiane Pinheiro supostamente gastaram milhares e milhares de reais em compras para, mais tarde, participarem de uma grande festa de despedida. E qual era a bebida servida nessa festa? Vodka Orloff. Quatro mil reais em um vestido e oito em uma garrafa de bebida? Outra coisa que me incomodou um pouco: o sítio onde o suposto reality show foi gravado é do Roberto Justus, marido da Ticiane. Ou seja, ela foi é passar umas férias lá! Ela é chefe das pessoas que moram lá!

terça-feira, 3 de julho de 2007

Metaaaaaaaaal!

O Metal Elvis é um gênio. O cara mistura clássicos do heavy metal com o melhor do rei do rock, Elvis Presley.


O With Lasers falou com o doidão americano:

With Lasers - De onde surgiu o Metal Elvis?

Metal Elvis - Na real, foi bem fácil... Só juntamos os dois! Nem precisamos pensar, sério. E o nome "Metal Elvis" já dizia tudo o que precisávamos dizer. A idéia apareceu quando eu e meu amigo Lou Beadle [o Slash da banda] estávamos à toa, depois de uma apresentação como Elvis cover "tradicional", e começamos a conversar. Chegamos aos heróis da nossa juventude, de quem gostávamos além do Elvis. E aí pensamos nessa fantasia de que, se o Rei estivesse vivo, estaria cantando metal, já que tinha feito tudo anteriormente: do gospel ao country & western, do rhythm & blues ao classic rock. Por que não um metalzinho?!?

WL - Quem ganharia uma luta: Elvis ou Lemmy Kilmister? Elvis ou Axl Rose?

ME - Nenhum! Tanto Lemmy quanto Axl nem pensariam em brigar com o Rei. Eles teriam respeito. Mas se acontecesse, Elvis certamente ganharia. Ele era faixa preta em karate e adorava ser malvadão.

WL - Os herdeiros do Elvis ou os caras do Guns, Kiss etc já entraram em contato com vocês?

ME - Ainda não... Mas estão comentando muito o que estamos fazendo, então eu não me espantaria se isso rolasse logo.

WL - Fala sério: você é o Elvis verdadeiro?

ME - Não! Mas sou o filho bastardo dele com a Elvira, a Rainha das Trevas. [risos]

Isso é arte

Na NME desta semana:

É uma piada com isto, lembra?

Agradecimentos especiais a Raphael Caffarena, do The Putz Factory.

segunda-feira, 2 de julho de 2007

By Hanna-Barbera

Poucas músicas lançadas neste ano são tão boas quanto "Direct Hit", do Art Brut.

E esse clipe sem noção, hein? Não entendi nada, mas me lembrou Os Muzzarelas.

Vai, Billy!

"Tarantula", novo single do Smashing Pumpkins, ganhou um clipe:

Viu o momento "Billy Corgan with lasers"? E a capa do single tem a Paris Hilton.

Ricky live

Com um monte de artistas bagaceiros - Take That, Fergie etc, o gênio Ricky Gervais foi o melhor do Concert For Diana, que rolou em Londres no fim de semana. Ele e o Mackenzie Crook cantaram "Free Love Freeway" - clássico nascido em The Office - e "Chubby Little Loser" - originalmente cantada por David Bowie na série Extras.

David Brent e Gareth Keenan reviveram, por um dia!

Como um pássaro

Como ficou o repertório antigo da Nelly Furtado, depois dessa parceria dela com o Timbaland? Ficou assim:

Essa "I'm Like a Bird", com guitarronas, foi re-arranjada pelo Timbaland, dizem. Essa versão foi gravada no fim de semana passado, no show em homenagem à Lady Di. Compare com a versão original:

Se foi!


A revista Bizz, que havia voltado a circular em 2005, encerrou novamente suas atividades na última sexta-feira. O site da publicação continuará no ar, mas não haverá mais edições impressas. Morreu - antes ela do que eu.