segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Greve no escritório


A greve dos roteiristas de Hollywood coloca alguns atores em uma posição bizarra. B.J. Novak, de The Office, por exemplo. Ele é roteirista e ator. A NBC mandou ele trabalhar, independente de qualquer coisa. Mas se for, ele pode ser multado pelo sindicato.

Esse é só um dos problemas causados pela greve. As séries ainda podem ter um tempo bom, já que são gravadas com antecedência - mas podem se dar mal caso a greve dure muito tempo. Os programas de entrevistas, como os de David Letterman e Jay Leno, são os mais prejudicados. Só para dar uma idéia, o Late Show tem mais de 10 pessoas responsáveis pelo texto do programa.

Por outro lado, circula uma lista de 300 filmes que teriam garantido seus roteiros antes da greve, não sendo prejudicados por ela. Esses longas seriam as prioridades dos estúdios. Estão lá: High School Musical 3, Comeback (dirigido por Fred Durst! Cada prioridade...), Wolverine, Sex & the City, Star Trek, Angels & Demons (a continuação de O Código Da Vinci) e Zack and Miri Make a Porno (do Kevin Smith).

Nenhum comentário: