quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Temporada de estréias na TV, parte 1

Quando chega esta época do ano, as coisas ficam difíceis para os viciados em TV. Muitas, muitas, muitas estréias. Então te ajudar um pouco a selecionar o que ver no meio de tanta coisa legal (e tanto lixo):


*Cavemen (ABC, estréia 2 de outubro). Uma das piores coisas já vistas na televisão. É a história de três irmãos que são homens da caverna – mas em uma sociedade na qual eles são uma minoria. Ou seja, 22 minutos de uma tentativa patética de arrancar risos fazendo referência ao preconceito que existe de verdade no mundo. E a maquiagem? Meu Deus, que lixo. Também, o que esperar de uma série inspirada em comerciais de uma companhia de seguros automotivos?

Nota (de 1 a 10): 3.


*Aliens in America (CW, estréia 1 de outubro). Um estudante paquistanês vai morar, via intercâmbio, no interior dos EUA. À primeira vista, pensei: “Qual a chance disso ser engraçado? Vai ser uma série de ofensas aos muçulmanos do modo norte-americano.” Mas é engraçado, sim. Vendo de fora, sem ser estadunidense, dá para achar ainda mais engraçado o preconceito do americano médio. A julgar pelo piloto, tem potencial.

Detalhe: depois da gravação do piloto, o ator que faz o pai da família foi substituído por Scott Patterson, o Luke de Gilmore Girls.
Nota: 7.


*Chuck (NBC, estréia 24 de setembro). Dos criadores de O.C., Josh Shwartz e McG. Também passada na Califórnia, mas com personagens mais velhos (e menos chatos). Os primeiros cinco minutos têm mais ação do que todas as temporadas de O.C. somadas, num estilo As Panteras misturado com Missão Impossível: exército, explosões, tiros, saltos no telhado, janelas quebradas... E Chuck é um nerd (que trabalha na Nerd Herd, versão fictícia do Geek Squad) que não tem nada a ver com isso tudo. Ahn? É isso mesmo. Um amigo de faculdade de Chuck virou agente secreto e conseguiu roubar um segredo básico do governo norte-americano: tudo. Todo o arquivo de segredos dos EUA foi codificado em imagens e transmitido ao Chuck pelo amigo em um email. Ao ler o email e ver as imagens, Chuck registrou todos os segredos em sua mente. Só que sem saber. Aí tudo vira uma mistura de ação com pastelão nerd (que anda super na moda, né?). Tem de tudo para ser uma das estréias mais faladas da temporada.

Nota: 9.


*Pushing Daisies (ABC, estréia 3 de outubro). Imagine se Tim Burton resolvesse fazer uma série de TV, algo no estilo fantasioso de Peixe Grande. O resultado provavelmente seria bem parecido com Pushing Daisies. A séria conta a história de Ned, que tem o poder de dar vida aos mortos com um toque. Mas se eles "reviverem" por mais de um minuto, alguém por perto morre. E se Ned voltar a tocar o "revivido", ele morre de novo. Ele é dono de uma loja especializadas em tortas e começa uma parceria com um investigador particular (“é mais fácil investigar assassinato quando você pode perguntar ao morto”). É a leveza bizarra de Desperate Housewives com um toque de Twin Peaks (se os personagens tomassem Prozac). Quer um dramazinho? Em uma investigação Ned revive o primeiro amor dele – ou seja, nunca mais pode tocá-la senão ela morre novamente. O responsável por tudo é Bryan Fuller, criador de Dead Like Me e Wonderfalls e roteirista de Heroes. Ah, e caso você não conheça, assista ao piloto (a série não vingou) de The Amazing Screw-On Head.

Nota: 9,5.


*The Big Bang Theory (CBS, estréia 24 de setembro). Sitcom bobinha sobre dois nerds (afe, só tem nerd nesta temporada de estréias) que vão moram no mesmo prédio de uma gatona burrinha. Do produtor de Two and a Half Man. Os primeiros minutos são todos sobre esperma – e o nível das piadas é assim: os nerds dizem “esperma” e a platéia ri. Bom, ainda é melhor que a série dos homens da caverna...

Nota: 3,5.

*Na parte 2, velhos conhecidos e mais novidades!

Nenhum comentário: