quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Capeta convertido


O tempo não ajudou Marilyn Manson. De volta a São Paulo ontem - depois de 10 anos! - o roqueiro arrastou uma pequena multidão de góticos e adolescentes de rostos pintados para sua apresentação no Via Funchal.

Para quem acreditava no artista durante os anos 90 - quando ele citava Friedrich Nietzsche como fala da novela das oito -, ficou um gostinho de decepção. Dez anos atrás, a platéia se assustava com citações visuais ao totalitarismo e com Manson se cortando com pedaços de uma garrafa quebrada no palco. E hoje teve de ver o astro colocando óculos em forma de coração (durante "Heart-shaped glasses") e puxando aqueles corinhos de "agora só o lado direito!". O entretenimento venceu. O que não é ruim! Mas para um cara que escreveu músicas de ódio ao conformismo... Pegou mal. Está tudo pesando mais para Marilyn e menos para Manson.

Os últimos dez anos, no entanto, trouxeram uma grande vantagem: agora Manson usa calças. Graças a Deus ninguém mais é obrigado a ver aquele traseiro branco dele!

Hoje Manson se apresenta no VMB, da MTV. Bom saber que a emissora está antenada com as novidades da música, né?

Mais sobre Marilyn Manson no Brasil:

*"Marilyn Manson não assusta mais e show perde força" (G1)

*"Marilyn Manson mostra o anticristo na meia-idade em São Paulo" (UOL)

Nenhum comentário: